.

"Os dois talvez foram inocentes", diz Ronaldo Pacas sobre agressão entre assessores

Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Na última segunda-feira (11), o vereador Ronaldo Pacas (PR) participou do programa "Olhando de Frente", da Comunidade FM, e comentou o caso ocorrido durante a manhã do mesmo dia, onde agressões entre dois assessores foram registradas, sendo um do assessor do mesmo e o outro da vereadora Jéssyca Cavalcanti (PTC).

Ronaldo destacou que estava evitando tomar partido sobre o caso e que só os envolvidos poderiam lidar com a situação como uma consequência dos atos praticados. O vereador destacou que até o programa não havia conversado com Gilsemar Pedro, responsável por desferir um golpe com objeto cortante no rosto de Fablicio Araújo – relembre como tudo aconteceu.

O presidente da câmara de Santa Cruz do Capibaribe, Augusto Maia (PODE), exonerou os dois assessores logo após tomar conhecimento que o atrito entre ambos estava ocorrendo há meses nas redes sociais e que o encontro que terminou com um ferido foi premeditado. Em nota, o vereador também repudiou o caso – confira.

A vereadora Jéssyca conversou com a nossa reportagem também na segunda-feira e afirmou que para ela tudo se tratou de uma tentativa de homicídio. A parlamentar situacionista também disse que acredita na responsabilização de Gilsermar pelo ocorrido – veja a declaração.

Para Ronaldo Pacas, o importante agora é aguardar pelo desenrolar da situação perante a visão policial, ficando somente a critério da justiça decidir quem é ou não culpado.
"Eu faria todas as defesas dele, do Gilsemar, pela pessoa que eu conheço, pelo funcionário dedicado, pelo conhecimento que ele tem. Mas quando partiu para esse tipo, só eles dois podem dizer. Eu não serei advogado, nada. Mas acho que os motivos aconteceram, os dois talvez foram inocentes. Apesar que há mais de um ano que vem essas conversas em grupos do WhatsApp, ultrapassando todos os limites", disse o vereador.
Nessa terça-feira (12) a nossa equipe conversou com Gilsemar Pedro e o mesmo sustentou que teria agido el legítima defesa – veja as falas do ex-assessor.

Também tentamos contato com Fablicio, que embora tenha nos atendido cordialmente preferiu não comentar o caso ainda.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso