.

Em Santa Cruz do Capibaribe, ausência da coleta de lixo e falta de respostas preocupam

Foto: Divulgação
Quem transita diariamente pelas vias públicas do município de Santa Cruz do Capibaribe, a cerca de 185,7 quilômetros de distância da capital pernambucana, Recife, provavelmente já deve ter notado o acúmulo incontestável do lixo que é gerado nas residências. O popular 'lixo doméstico' sofreu considerável acumulação após funcionários da empresa Vialim, responsável pela coleta do lixo, realizarem uma paralisação na semana passada.

O que a empresa disse em nota:
A empresa Vialim informa que sempre busca cumprir com todas as exigências legais, seja remuneração, benefícios ou equipamentos de segurança e ainda melhorias para seus trabalhadores.

As demandas acordadas com seus funcionários, são sempre respeitadas e priorizadas e sempre se colocou aberta ao diálogo com funcionários, associação ou sindicato para resolver eventuais ou pontuais questões e lamenta muito a paralisação sem qualquer aviso prévio diante da importância do serviço e do momento que o país e os municípios vivem que só tem a prejudicar a população do município, empresa e trabalhadores.

Vamos apurar através de seu Jurídico as medidas cabíveis a serem tomadas, já que este movimento é motivado por associação que não representa a categoria legalmente.

Estamos em contato com a prefeitura para colaborar e realizar o pagamento da contrapartida do município pelo serviço prestado e, assim, resolver a situação o mais rápido possível.
Foto: Divulgação
Nesta segunda-feira (18), a nossa reportagem recebeu vários relatos de moradores alegando que o lixo acumulado nas ruas permanece da mesma maneira, situação que também foi constatada pela nossa própria equipe.

Entramos em contato com o Secretário de Habitação e Serviços Públicos, Flávio Dunda, em busca de mais informações sobre como a prefeitura tem lidado com o problema. O mesmo ficou que nos enviar um parecer sobre o caso, porém cinco horas depois – até o fechamento dessa reportagem – nenhum comunicado nos havia sido repassado.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso