.

Contra à Reforma da Previdência, grupo realiza ato em Santa Cruz do Capibaribe

Aos gritos de "Fora Temer", militantes, estudantes, políticos e membros da sociedade civil organizada fizeram caminhada e discursaram em palanque.
Caminhada teve início no final da tarde – Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Na tarde desta sexta-feira (31) centenas de pessoas estiveram participando, em Santa Cruz do Capibaribe, de uma movimentação contra à Reforma da Previdência. O ato aconteceu na Avenida 29 de Dezembro, a principal da cidade. Durante as movimentações o público fez inicialmente uma concentração e em seguida partiu em caminhada com destino ao giradouro que abriga a Praça dos Estudantes, na mesma avenida. No local aconteceram debates e pronunciamentos.
Maioria de estudantes integrou o movimento – Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Alguns vereadores estiveram presentes no encontro, a exemplo de Jessyca Cavalcanti (PTC), Joab Gomes da Silva (Joab do Oscarzão – PSD), Carlinhos da Cohab (PTB) e Ernesto Maia (PT). Outros políticos atualmente sem mandato também participaram de todas as etapas da movimentação.
 Organização não fez estimativa oficial de participantes – Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Membros de outros partidos, organizações estudantis, trabalhistas e advogados também se fizeram presentes no ato popular. O evento foi organizado por um grupo composto justamente por personalidades de partidos distintos, organizações privadas e sociedade civil organizada. Paulinho Coelho que preside o PCdoB local e o advogado Neydson foram dois dos responsáveis pela organização da mobilização.
Dr. Neydson, Everson de Oliveira e Luciano Bezerra durante discursos – Fotos: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Durante a caminhada proposta em cronograma, o grupo entoou canções que simbolizavam a ocasião e também ensaiou gritos de guerra por diversos momentos, excepcionalmente "Fora Temer", em repudio ao atual governo e mediador da polêmica Reforma.
Vereadores Joab do Oscarzão, Ernesto Maia e Jessyca Cavalcanti discursam – Fotos: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Na Praça dos Estudantes o grupo se concentrou e alguns integrantes do protesto discursaram, sendo eles: Dr. Neydson, representando a OAB em Santa Cruz do Capibaribe; Luciene Cordeiro, representando o SINDUPROM; Bruno Rodrigo, representando a UJS; Iana Paula, representando a União Brasileira de Mulheres; Marcão, representando a Associação dos Mototaxistas; Allison Oliveira, representando o PSOL; Luciano Bezerra, representando a Rede Sustentabilidade; Luiz Carlos de Almeida, representando o Sindicato dos Servidores Municipais; Fátima, representando o Sindicato dos Servidores Públicos de Taquaritinga do Norte; Everson de Oliveira, representando os servidores públicos; Joab do Oscarzão, representando o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto; Afrânio Marques, representando o Partido Democrático Trabalhista; Fernando Aragão e Carlinhos da Cohab, representando o Partido Trabalhista Brasileiro, Ernesto Maia, representando o Partido dos Trabalhadores e Jessyca Cavalcati, representando Partido Trabalhista Cristão.
Luiz Carlos, Marcão e Allison Oliveira – Fotos: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Os discursos foram norteados princialmente no atual cenário político pelo qual o país atravessa. As articulações do presidente Michel Temer do PMDB foram repudiadas quase que de maneira unanime, porém, alguns políticos do âmbito regional também foram fortemente criticados.
Bruno Rodrigo, Afrânio Marques e Luciene Cordeiro – Fotos: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Em seu discurso, tido como um dos mais fortes do evento, o universitário Bruno Rodrigo que também representou a União dos Estudantes de Pernambuco teceu diversas críticas a políticos apoiados por outros políticos na Capital da Moda. Ricardo Teobaldo, Bruno Araújo e Mendonça Filho foram enquadrados na dura abordagem.
Fernando Aragão e Fátima do Sindicato dos Servidores de Taquaritinga do Norte – Fotos: Paulo Henrique (Agreg Imagem) 
Na mesma oportunidade, Bruno Rodrigo questionou os políticos que estavam no palanque, indagando-os se nas próximas eleições os mesmos apoiariam os personagens citados em suas falas. O jovem encerrou dizendo que os parlamentares locais apoiaram peças que fizeram parte de um 'processo maior' que retirou direitos do eleitorado brasileiro e consequentemente do município.
Momento dos discursos – Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
A movimentação foi encerrada sem nenhum incidente fora do previsto. A Guarda Civil Municipal e a Gerência de Trânsito também prestou suporte ao ato público.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso