.

Rede de Marina já começa a pescar em aquário

Foto: Divulgação
Depois de dois anos lutando, finalmente a ex-senadora Marina Silva consegue criar a Rede. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou dia 22/09 a concessão de registro para a Rede Sustentabilidade. Com a decisão, a legenda fica apta a receber filiados e lançar candidatos para as eleições de 2016. Com este agora são 34 partidos no país. 

Mal foi criado e a Rede de Marina já começa com Deputados Federais, Senador, Prefeito e Vereador. Nesta segunda (28), o senador Randolfe Rodrigues pelo Amapá, assinou a ficha de filiação à Rede Sustentabilidade. Assim como o prefeito de Macapá, Clécio Luis que também trocou o PSOL pelo partido de Marina. Na Câmara, o partido já tem dois representantes: Miro Teixeira (ex-PROS) e Alessando Molon (ex-PT), ambos do Rio de Janeiro. Quem também pulou para a Rede foi à vereadora Heloisa Helena. Ex-senadora, Heloisa era da ala radial do PT, e junto com outros insatisfeitos com os rumos que o Partido dos Trabalhadores tomou, fundaram do PSOL que agora tende a se desidratar com a Rede. 

Outra adesão importante foi a do Secretário e Ambientalista, Sérgio Xavier, do PV de Pernambuco. Que pode sair candidato a prefeito do Recife, já pelo novo partido. 

A criação da Rede de Marina era temida pelo PT e também pela oposição, pois mesmo estando no PSB e se tornando candidata a presidente em 2014, com a morte de Eduardo Campos, Marina chegou a estar em primeiro lugar nas pesquisas, deixando para trás Dilma e Aécio. Devido à força política de Marina, o seu partido tende a atrair mais políticos, principalmente do PT, PSOL e PV.

Marciel Aquino

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso