.

Bastidores da Audiência Pública

Público vaia diretor da Compesa e repreende senador Humberto Costa durante audiência pública em Santa Cruz do Capibaribe

Na última sexta-feira (28) o município de Santa Cruz do Capibaribe sediou uma das maiores audiências públicas já realizadas na região do Agreste pernambucano. O evento teve como finalidade debater e encontrar uma solução emergencial para atual crise hídrica que vive o município.

Confira o que ficou decidido na audiência clicando AQUI

Apesar de ter sido bastante produtiva, pois esta era a finalidade da audiência, alguns detalhes não passaram desapercebidos pela equipe do Blog Santa-cruzense.
Fotos: Paulo Pereira Morus
O primeiro deles foi a onda de vaias que recebeu o Diretor Regional da Compesa. Leonardo Selva, mesmo não sendo o responsável pela falta de água que assola o município, teve vaias direcionadas a si pelo público presente que não resistiu. O ato mostrou a insatisfação da população com os serviços prestados pela Compesa também em outras áreas.


O segundo, e talvez o mais cômico de todos foi o recado que um dos integrantes da plateia mandou para o senador e líder do PT no Senado, Humberto Costa. No momento em que era dado andamento ao cronograma da audiência, o senador petista dedilhava o seu aparelho celular, eis então que se levanta um popular e grita em alto e bom som:
''Pare de mexer no celular e ficar conversando, senador! Preste atenção na audiência!''
O fato é claro não passou desapercebido pela imprensa e pelo restante do público que ovacionou o telespectador revoltado. O senador deixou a audiência antes do termino, porém não explicou o motivo.

O popular identificado como Clodoaldo Barros ainda solicitou ao prefeito Edson Vieira (PSDB), que em caso de uma nova audiência pública solicitasse a presença do governador do Estado, Paulo Câmara (PSB).

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso