.

Artigo do leitor, por Daniela Ferreira Ramos.

Em nossos passeios pela web, notamos uma realidade bem comum, a quantidade de conteúdo sem nenhum valor intelectual que é despejado diariamente nas redes sociais é preocupante, infelizmente. Entretanto algo publicado recentemente por uma estudante santa-cruzense de 17 anos, nos chamou atenção, Daniela Ferreira Ramos expressou com louvor a política que é feita em nosso município, e qual o sentimento que muitos ainda detém quando se veem obrigados a conviver com ela, confira o pequeno artigo publicado pela mesma;

Eu como eleitora, cidadã e ser humano posso esperar algo?

Meu voto não será conquistado pelo “carro de som” que passa mais vezes pela minha rua ou com o volume mais alto, com a musiquinha mais animada ou emocionante, o slogan mais melódico, ou os números mais fáceis de decorar, tão pouco “Oba-Oba”, encher as ruas na véspera de eleição de papeis (coisa totalmente desnecessária, falta de respeito com quem limpa as ruas, com os moradores e com o ambiente, com tanto desperdício e sujeira), políticos que só vemos em tempos eleitorais, que vivem em bolhas e tem pouco contato com a realidade e as necessidades da maioria das pessoas. 

Voto é coisa séria, não pode ser confiado a qualquer um. Quero propostas reais e consistentes, nada mirabolante, propostas que o povo possa cobrar e serem cumpridas. Todavia não me sinto representada, tenho a sensação de ser tola, de que dificilmente algo vai mudar. Não há, de forma alguma, uma relação de confiança, de ser ouvida e atendida, mesmo nos direitos mais básicos, estamos cansados de sermos lesados. 

Somos nós que elegemos os políticos. Eles recebem muito além do que a massante maioria das pessoas, têm inúmeros privilégios. O dinheiro que eles recebem não vem do “além”, somos nós, cada um de nós que pagamos, mesmo aqueles que não pagam impostos diretamente à Receita Federal, por exemplo, pagam impostos (altíssimos) por cada produto que consome.
Dessa forma, as prestações de serviços públicos e dos políticos não são caridade, são DIREITOS nossos. Todos os seres humanos merecem ter acesso ao conhecimento, educação, saúde, saneamento básico, segurança, ter o que comer.

Não é pedir demais. Gostaria de sair na rua e me sentir segura, não ser assaltada ou agredida. Não adianta culpar apenas políticos, governos e os outros. A mudança tem que partir de cada um de nós. Exigir e reagir, não com violência ou arrogância, mas com atitudes positivas, ao menos tentar reduzir esse mal que nos consome.

Será que sou sonhadora? Que conseguirei viver até os 83 anos de idade como no Japão, e nada mudará no decorrer desse tempo? A política, neste país continuará a ser um jogo de poder entre caciques, com pouca seriedade!?

Abaixo, imagens anexadas ao texto por Daniela:


































Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso