.

No Agreste, filho adotado confessa que premeditou assalto que resultou na morte da mãe

Um crime registrado essa semana no Agreste de Pernambuco teve um desfecho ainda mais lamentável do que o que já se havia posto. De acordo com a Polícia Civil, o jovem, de 20 anos, já tinha furtado alguns objetos dentro da própria casa. O celular dele foi apreendido pela polícia.

O filho, que era adotado, disse a um parente que precisava recuperar o aparelho, pois lá estavam as ligações com os homens contratados para o assalto. A polícia foi informada e prendeu o jovem, que confessou o crime. Ele disse em depoimento, que o objetivo era dividir o valor de quase R$ 10 mil, guardado dentro da casa. Mas, os homens contratados se anteciparam ao dia combinado para o assalto e invadiram a residência.

Segundo a Polícia Civil, Mineia Silvania da Silva, de 47 anos, estava abrindo a porta da garagem para o companheiro de 49 anos, quando três homens encapuzados invadiram a casa e anunciaram o assalto. Eles levaram objetos pessoais.
Foto: Divulgação
Mineia foi amarrada pelos bandidos e morta com um tiro na cabeça. O companheiro dela foi atingido por dois disparos, passou por cirurgia, e está internado em estado grave no Hospital da Restauração, no Recife.

O filho chegou a conceder entrevista antes da prisão, e chorando, disse que foi adotado pelos pais quando era criança e que a mãe sempre recebia ele em casa com um beijo. O delegado Helianthus Bezerra, responsável pelas investigações do caso, informou que o jovem será autuado pelo crime de latrocínio. Os três assaltantes estão foragidos, e segundo a polícia, não são de Canhotinho.



Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso