.

Oposição sustenta que denúncia que resultou na exoneração de Cláudio Soares possui mais envolvidos

Foto: Divulgação
Na tarde desta quinta-feira (02), os vereadores de Santa Cruz do Capibaribe voltaram a se reunir em mais uma sessão plenária que teve início às 14h. No encontro, muitos temas foram abordados, porém um deles predominou os discursos.

Os vereadores, sobretudo os oposicionistas, focaram as suas investidas no caso que foi polêmica durante todos os últimos dias e envolveu diretamente o ex-gestor de Eventos e Turismo de Santa Cruz do Capibaribe, Cláudio Soares. Além dele, a sua esposa, Andreza Soares, também foi citada.

Ernesto Maia (PT), autor da denúncia que resultou na investida do Ministério Público, disse acreditar que a denúncia não se resume apenas a Cláudio Soares, mas envolve também outros nomes que estariam sendo acobertados por algum motivo.
“A cidade foi surpreendida com a denúncia do Ministério Público sobre o gestor de eventos da prefeitura e sua esposa. Tudo isso se originou de uma denúncia que nós fizemos nesta Casa, justamente por conta do fracionamento de várias despesas que existem, quase todas em valores entre R$ 7 mil. O que a população não sabe é que esse processo do MP não fica só em Cláudio Soares, fica em torno de R$1,5 milhão, e envolve outras pessoas que não tiveram os nomes revelados”.
Ernesto também sustentou que a bancada continuará empenhada em desvendar mais pontos sobre a denúncia que culminou na exoneração de Cláudio Soares.



Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso