.

"É querer brincar", diz vereador Klemerson Pipoca sobre abertura de CPIs

Em entrevista ao programa Cidade em Foco e na tribuna da câmara, líder situacionista se mostrou contrário a abertura das Comissões Parlamentar de Inquérito.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Na última quinta-feira (07), o vereador Klemerson Ferreira, ou simplesmente 'Pipoca' (PSDB) como é popularmente conhecido, esteve participando do programa Cidade em Foco, da Rede Agreste de Rádios, onde concedeu entrevista e falou sobre o retorno dos trabalhos legislativos. O vereador da base governista se mostrou, sobretudo, contrário a abertura das CPIs na Casa Dr. José Vieira de Araújo, a Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
O vereador sustentou durante a entrevista um tom de negativa contra a nova presidência da câmara, hoje sob o comando do vereador Augusto Maia, do PODEMOS. Pipoca chegou a dizer que abertura de tantas CPIs é 'brinca com a população', deixando claro que a sua bancada irá atuar contrária a abertura dos processos.
"Não adianta a oposição vim com muita sede, porque as vezes perdera credibilidade. Cinco CPI's? Então é querer brincar, é chegar e dizer; 'eu vou fazer uma CPI disso, vou fazer uma CPI disso'. Tem que ter um argumento, tem que ter uma contraprova, tem que ter o cumprimento do regimento interno", disse o vereador.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Na mesma entrevista Pipoca reforçou que é necessário que todos os fatos apontados como sendo irregulares sejam investigados, mas que as várias CPIs não seriam o caminho sensato para isso. O parlamentar pontuou dizendo que essa questão diz respeito aos interesses de uma ala política, e não de todo o plenário.

Na câmara
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
No mesmo dia, o líder da bancada situacionista voltou a falar sobre o mesmo tema, novamente expondo o seu descontentamento com a abertura das CPIs. Klemerson sustentou que irá entrar na justiça para exigir que espaços proporcionais sejam divididos entre as duas bancadas, tendo em vista que o grupo oposicionista ficou com a presidência e também a relatoria das comissões que já foram implantadas.
"A população tem que ficar ciente dos trâmites que estão acontecendo nessa Casa. Quero dizer que também estou saindo da minha comissão e que nós vamos judicializar essa questão. Temos que ter uma responsabilidade e tratar todos os vereadores por igual", pontuou.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso