.

Carlinhos da Cohab e Joab do Oscarzão divergem sobre projeto de Lei

Motivo do atrito foi um projeto que visa atender mulheres vítimas de violência doméstica com 5% das moradias populares construídas pelo município; O projeto foi de autoria de Carlinhos.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Santa Cruz do Capibaribe – Em sessão plenária realizada na última quinta-feira, 07, os vereadores Carlinhos da Cohab (PTB) e Joab do Oscarzão (PSD) divergiram sobre um projeto de Lei de autoria do vereador Carlinhos que prevê que 5% das moradias populares construídas pela Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe sejam destinadas para mulheres vítimas de violência doméstica.

De acordo com Carlinhos, o projeto foi criado embasado na necessidade que muitas mulheres tem de buscar independência após sofrerem com abusos e perseguição dentro dos próprios lares. O vereador alegou que muitas mulheres não denunciam as agressões e abusos sofridos temendo serem expulsas de casa ou de alguma forma precisarem deixar o lar, ficando assim a mercê de um destino incerto.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
O vereador Joab, tido como militante das questões habitacionais, foi contra o projeto e alegou que o mesmo era desnecessário. Para o também oposicionista, já existe em vigor termos semelhantes em uma Lei Federal que atenderia as mulheres. Carlinhos encerrou o debate sobre o projeto em plenário afirmando que quem fosse contra o projeto estaria também sendo contra as mulheres vítimas de violência doméstica.

Confira a reprise da reunião:



Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso