.

Sensibilidade e propriedade ao falar de política — Por Bruno Muniz

Foto: Jairo Gomes (Divulgação)
Quem costuma ouvir rádio no município de Santa Cruz do Capibaribe certamente se surpreendeu nas últimas semanas ao sintonizar às quintas na Rádio Comunidade FM 87,9. Normalmente presentes em programas jornalísticos e musicais, ou talvez nem isso já que a cidade possui uma quantidade ainda pequena de locutoras, as mulheres adentraram com autonomia e propriedade o debate político.

O Programa de Marcondes Moreno que vai ao ar de segunda à sexta tem reservado o dia para a participação da classe feminina que tem representado com muita sensibilidade as discussões sobre a política de um modo em geral. Na edição desta quinta-feira (29), participaram Déborah Cumarú, Flaviana Andrade, Fabiana, Verônica Valadares e Conceição Silva.

Os diálogos foram construídos já distantes do tema empoderamento, afinal de contas, o grupo de mulheres simplesmente já adentrou o programa nivelando por cima o patamar das análises que vão desde gastos públicos até mesmo a condução parlamentar do município que conta com apenas uma mulher na câmara.

De acordo com Marcondes Moreno, a presença das mulheres não apenas enriqueceu o debate, tendo em vista as mulheres possuem a mesma autonomia para discutir política que os homens, mas foi uma forma de chamar mais a classe feminina para vivenciar os acontecimentos da política que cada vez mais estão atrelados às vidas das pessoas, sejam elas mulheres, homens, crianças, adolescentes, jovens, adultos ou idosos.

Por Bruno Muniz


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso