.

Campanha de Alessandra Vieira sofre retaliações de eleitores de Bolsonaro após evento #EleNão

Engajamento de Jéssyca Cavalcanti no ato teria contribuído para repercussão negativa contra a candidata do PSDB.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
A última semana foi mais uma vez intensa na política de Santa Cruz do Capibaribe. Marcada pelos eventos #EleNão e #EleSim, a Capital da Moda vivenciou momentos de apreensão com movimentações de pessoas que apoiam o candidato Jair Bolsonaro (PSL) e pessoas que são contra o mesmo.

Uma das grandes prejudicadas com a realização do evento de mulheres contra Bolsonaro foi a candidata a deputada estadual Alessandra Vieira, do PSDB. Na sexta-feira (28) e sábado (29), eleitores do presidenciável Jair Bolsonaro utilizaram as redes sociais para proliferar a hashtag #ElaNão, se referindo especificamente a não renovação de mandato da vereador Jéssyca Cavalcanti (PTC), uma das envolvidas com o movimento.

Aliada de Jéssyca Cavalcanti, Alessandra viu crescer nas redes sociais o movimento que também a englobou. Em vídeos que circulam no Facebook e WhatsApp, eleitores declarados de Bolsonaro aparecem removendo adesivos da candidata e afirmando que devido ao posicionamento de sua companheira de grupo não votarão mais na mesma.

Em declarações feitas em comentários no Facebook, Jéssyca alegou que Alessandra não possui participação em sua decisão de apoiar o movimento #EleNão, realizado no final de semana.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso