.

Justiça Eleitoral suspende inscrições de moradias populares e acusa Edson Vieira de tentar beneficiar campanha da esposa

Foto: Divulgação
A Justiça Eleitoral de Pernambuco suspendeu, na tarde desta segunda-feira (17), as inscrições do Residencial Cruzeiro, um loteamento previsto para receber 500 moradias através do programa do Governo Federal "Minha Casa, Minha Vida". Na ocasião, as inscrições foram iniciadas nesta segunda e seguiriam até o dia 18, às 13h.

O processo de cadastro se deu na Secretaria Extraordinária de Habitação e estava ocorrendo nas quadras poliesportivas do bairro Cruz Alta. Centenas de pessoas compareceram ao local na expectativa de conseguir a casa própria, porém o sonho foi adiado com a decisão. A ação acatada pela Justiça Eleitoral acusa o prefeito Edson Vieira (PSDB) de tentar beneficiar a candidatura da esposa, Alessandra Vieira (PSDB), que busca uma vaga na Alepe.

Ainda de acordo com o órgão, a divulgação das inscrições por meio de várias formas aumentou o indício de que as residências pudessem ser utilizadas como ferramenta para captação de votos. O prefeito e sua equipe de advogados devem recorrer da decisão.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso