.

Instituto SOMOS e Clóvis de Barros Filho promovem concurso sobre Ética na educação

Foto: Reprodução/Internet
Já estão abertas as inscrições para a iniciativa que levará curso gratuito de ética para professores e estudantes de todo o Brasil e premiará projetos que visam promover a convivência. Trata-se da Jornada da Ética, projeto idealizado pelo Instituto SOMOS e o professor Clóvis de Barros Filho e que tem como objetivo incentivar a discussão sobre ética e reconhecer projetos elaborados por estudantes e professores das redes pública e privada.

A Jornada é dividida em duas etapas: a primeira delas é o curso on-line e gratuito: "Jornada da Ética: do conceito à prática diária da convivência". Com carga horária de 12h, a capacitação é voltada para professores de todos os segmentos e disciplinas e para estudantes de Ensino Médio de instituições públicas e privadas do país inteiro. Todo o conteúdo foi elaborado pelo Prof. Clóvis de Barros Filho e pela Mestre em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Juliana Ferrari.

O curso será a base para a segunda etapa da Jornada da Ética - um concurso que vai premiar projetos elaborados por grupos formados por equipe de um orientador/professor e três a sete estudantes que respondam à questão: "como melhorar a convivência nos espaços que ocupamos e por onde passamos?".

As três equipes finalistas serão premiadas. O grupo vencedor receberá, entre outros prêmios, R$5 mil para investir na continuidade do projeto. Já a instituição vencedora será premiada com uma palestra do Prof. Clóvis de Barros Filho.

Para participar, estudantes e professores devem se cadastrar no site www.institutosomos.org. A participação na Jornada da Ética é voluntária e gratuita. O curso sobre ética já está disponível no site e as inscrições para o concurso podem ser feitas até o dia 30 de setembro de 2018.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso