.

Empreendedorismo jovem – O crescimento estrondoso de Marcela Doces

Paixão que nasceu da infância deu vida a um projeto consistente e maduro – Foto: Heitor Cumarú
Tudo começou aos 8 anos de idade. Apaixonada por cozinha, Marcela Barbosa, residente em Poço Fundo, distrito de Santa Cruz do Capibaribe, desenvolveu interesse pelos livros de receitas da Nestlé que ganhava. Neste período, começou a desenvolver receitas mais fáceis na companhia de amigas. Nesse contexto entraram 'surpresa de uva', 'bem-casado' e outros.
"Eu ia todos os dias para casa de uma doceira que mora próximo a minha casa, comer seus doces e raspar suas panelas. Fazendo isso mandei a sobrinha da doceira Márcia, a Nathany, vim fazer doces com a gente aqui em casa para gente comer. No dia seguinte tentei fazer sozinha e não deu muito certo. Porém lembro que no ano de 2013 estávamos na casa de uma outra amiga, Alice, todos nós que estudávamos na escola Dinâmica e eu fiz bem-casado juntamente com João pra gente comer, e pela boca de um anjo a mãe de Alice mandou eu fazer para vender na escola. E eu fiz. E apesar de não saber fazer direito os doces vendiam com muita rapidez, lembro que na mesma semana por indicação comecei a mandar para escola Dom Pedro Primeiro também. Mais aí começou a perseguição, comecei a ser humilhada e até sérvia de chacota para algumas poucas pessoas que diziam que eu queria ser rica e vendia brigadeiros de sala em sala. Houveram essas e outras brincadeiras maldosas, porém nunca desisti pois Deus havia me marcado com uma promessa e um propósito", conta Marcela.
Ao lado do irmão, Tiago, Marcela enfrentou desafios e hoje já colhe os frutos – Foto: Heitor Cumarú
Marcela ressalta que prosseguiu com o seu objetivo de levar produtos de qualidade e com muito sabor para outros públicos, e que cresceu com esse conceito. Ao deixar a escola onde estudava por consequência da conclusão dos estudos, a mesma afirma que os pedidos cresciam a cada dia.
"Conclui o ensino médio pagando a escola Dinâmica com os doces, jamais posso esquecer o que Cioneide, Joselito e Crislaine fizeram por mim naquela instituição de ensino tão renomada. Bem, o sucesso foi aumentando e as demandas só crescendo. No ano de 2014 chamei o meu irmão para me socorrer pois até então quem me ajudava sempre eram minhas amigas que chegavam aqui em casa, a exemplos de Andressa e Leidiane. Meu irmão começou me ajudar e nossa produção aumentou bastante. Um dia fui chamada na loja 'Faça a Festa' e a moça chamada Márcia pediu para que eu deixasse meu número, com isso passei a receber ainda mais pedidos. Foquei em meu trabalho, quando finalmente conseguia comprar caixas de ingredientes, eu ficava eufórica. Eu fico extremamente feliz com todas as minhas conquistas.
Tiago entrou no projeto por uma necessidade e acabou se tornando o fiel escudeiro da irmã empreendedora – Foto: Heitor Cumarú
Em sua jornada, Marcela destaca que dos doces partiu para a produção dos bolos, atingindo também um segmento que movimenta milhares de pessoas em diversas cidades do Agreste de Pernambuco e no estado como um todo.
"No ano de 2015 conheci uma doceira de Caruaru, chamada Rafaela, ela quem me incentivou a fazer bolos. A produção que já era grande começou a aumentar ainda mais. Porém um 'vento' me esperava mais na frente, onde no ano de 2016 minha mãe foi diagnosticado com câncer de mama. Foram dias intensos de tratamentos, cuidar dos dois irmãos e do meu padrasto, acompanhá-la nas sessões de tratamentos, foi tudo muito difícil. Porém mais uma vez Deus havia me feito uma promessa, a promessa dar a cura. E em julho de 2017 minha mãe estava curada em nome de Jesus. No final de 2017 eu comecei a chegar em lugares que jamais imaginei e em 2018 fui nomeada pela sociedade como a melhor doceira da região e isso me arranca gratidão do peito. Pois não não são apenas doces que enchem os olhos dos meus clientes, mas sim a minha história como um todo e a forma que eu trato cada um deles", aponta a doceira.
Jovem empreendedora ainda pretende atingir outras regiões com o seu trabalho – Foto: Heitor Cumarú
Do empreendedorismo também nasce a gratidão. Ao final da entrevista Marcela apontou pessoas que foram de fundamental importância para que os seus projetos seguissem adiante e crescessem em conformidade.
"Não posso deixar de agradecer ao meu amigo João Vitor, que é o meu designer e conselheiro o qual meu sonho era ser sua cliente e hoje sou sua amiga. A minha tia e a todos de sua residência que todos os dias fazem minhas entregas, minha prima Jane, a minha mãe que sempre me apoiou, a Bruno Muniz por disponibilizar sempre sua mão amiga para mim. Ao meu irmão que é meu braço direito Tiago Barbosa, e a todos os meus clientes, amigos e até as pessoas que quiseram me colocar para trás pois vocês me motivaram a ser melhor e sem magoas nem rancor. Hoje eu me sinto realizada porém sempre com os pés no chão, não me considero melhor que ninguém, mas jamais esqueço de onde vim. Me sentir realizada só reforça o que penso, que Deus continua sussurrando em meu ouvido; Marcela, isso é só o começo da tua promessa", pontuou.
Atualmente Marcela é tida como uma das principais produtoras de bolos, doces e derivados na região, chegando a atender pedidos em toda cidade e até mesmo fora dela. Marcela atende a pedidos através do (81) 9 9397-7924.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso