.

Advogado entra com ação contra Johnny Hooker e o acusa de ofensa ao cristianismo

Ação pede prisão preventiva do cantor por discurso feito no palco do Festival de Inverno de Garanhuns, em julho.
Foto: Divulgação
Essa semana, um advogado identificado como Jethro Ferreira, da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas, entrou com uma ação contra o cantor Johnny Hooker, este que se apresentou no último dia 27 de julho no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG 2018) e desde então tem sido acusado de ferir a imagem do cristianismo por ter dito que 'Jesus era travesti e bicha'.

De acordo com seguidores do cantor, o mesmo teria feito apenas a defesa da atriz Renata Carvalho, travesti que apresentou a peça  'O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu' na mesma cidade. A peça havia sido barrada no festival, em seguida, através de uma ordem judicial, foi apresentada.

Por outro lado, o público cristão afirma que o cantor ofendeu a fé de toda uma classe com o pronunciamento e incitação ao público. Na atestação, o advogado solicita ainda a prisão preventiva de Johnny Hooker com base nas declarações do mesmo. Nas redes sociais do cantor, vários comentários desaprovam a postura do mesmo no palco.

Na última terça-feira (31), o cantor compartilhou em sua página oficial um post da página ABGLT com a imagem do mesmo e uma descrição: "Não nos calarão".


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso