.

"Mais uma obra que está sendo feita de qualquer jeito", dispara Cleiton Barboza sobre PE-160

Foto: BID
Em vídeo publicado no Facebook no último sábado (28), o empresário Cleiton Barboza (PP) fez duras críticas ao processo de revitalização e duplicação da rodovia PE-160 em Santa Cruz do Capibaribe. Cleiton justificou que não é contra as obras, mas reforçou que o trecho urbano que agora passa pelos serviços não condiz com a realidade que demanda a cidade. Para o mesmo, a construtura 'pulou' a fase de terraplanagem no perímetro urbano, o que deverá acarretar novos problemas em um futuro próximo.

Cleiton exemplificou a Central de Feiras e Mercados e o Calçadão Miguel Arraes de Alencar, apontando que ambos já enfrentaram problemas recentemente e isso deve ocorrer também com a rodovia PE-160.
"Desde o ano de 2014, Santa Cruz do Capibaribe vem recebendo obras e recursos importantes. Obras que custaram aos cofres públicos milhões de reais, a exemplo; Central de Feiras, Calçadão Miguel Arraes e PE-160. Vocês podem notar que tanto o Calçadão como a Central de Feiras já passam por problemas estruturais. O que nos traz muita tristeza, pois nós estamos observando também uma PE-160 sendo feita de qualquer jeito. Se você não percebeu ainda, o trecho que liga a Ponte Nova ao Giradouro (ou monumento bíblico), esse trecho não foi feito a terraplanagem", disparou.
Ainda em tom de crítica, Cleiton que é pré-candidato a deputado estadual, apontou que a camada hoje posta no sob a PE-160 é um paliativo à médio prazo. O mesmo disse acreditar que esse formato apontado como solução deverá oferecer futuros novos transtornos aos moradores e comerciantes que transitam pela referida via.
"E o que que vai acontecer no futuro? Vamos passar por transtornos novamente, pois é uma obra que está sendo feita de qualquer jeito. Quem é de Santa Cruz sabe, essa parte do perímetro urbano é muito antiga, e ao contrário do que muita gente pensa, não é a espessura da camada asfáltica que é importante, o importante é a terraplanagem. Essa parte asfáltica apenas serve para proteger a compactação do solo. Nós não podemos aceitar esse tipo de situação. Infelizmente estamos assistindo em Santa Cruz do Capibaribe mais uma obra sendo feita de qualquer jeito. E num futuro muito próximo vamos estar lamentando novamente", pontuou.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso