.

Comendo Sem Culpa: Tipos de Açúcar


Conforme prometido, iniciamos a debater um pouco sobre o açúcar no último artigo do blog (confira clicando aqui) e retornamos a tratar de forma objetiva para seu entendimento, dos principais “Tipos de Açúcar”. Com base em publicação da RGNutri e pesquisa tabela TACO, esclarecemos os tipos mais populares de açucares vendidos e consumidos, vamos lá:

AÇÚCAR CRISTAL

É o açúcar extraído do caldo de cana e passa por alguns processos: cozimento e um refinamento leve, que retira cerca de 90% de seus sais minerais. Os cristais são grandes e transparentes e se dissolvem lentamente na água. Por ser mais econômico e render bastante, é muito utilizado para consumo doméstico e na indústria alimentícia, fazendo parte de inúmeros produtos que compramos nas prateleiras dos supermercados: biscoitos, bolachas, pães, compotas, tortas, bolos e doces em geral. Apresenta menor preço e não passa por muitas etapas de refinamento (reduzindo, assim, a adição de produtos químicos). Mas, no quesito nutricional não apresenta grandes benefícios. 

AÇÚCAR REFINADO

O refinado é produto da diluição do açúcar cristal. È formado uma calda que passa por inúmeros processos até chegar ao peneiramento. A parte mais fina é separada para garantir o açúcar de confeiteiro. O restante se transforma em açúcar refinado, onde o processo de beneficiamento com aditivos químicos (como o enxofre) deixa o alimento bem branquinho, porém, acaba eliminando suas vitaminas e minerais. É o tipo de açúcar mais consumido pela população. Seu sabor, ao contrário do mascavo, não altera o gosto final das receitas, mas seu uso também não agrega nutrientes, apenas calorias.

AÇÚCAR MASCAVO

Famoso no mundo fitness, um pouco mais caro do que o tradicional, o Mascavo é um açúcar mais “bruto”, ou seja, que passa por menos etapas industriais, de filtração e centrifugação. Por isso, mantém a cor do caldo da cana (mais escura), dada por componentes como pigmentos e sais minerais. Lembrando que quanto maior o número de etapas incluídas no processamento do alimento, mais claro se torna o cristal. Quanto ao sabor, o açúcar mascavo se assemelha ao caldo de cana. Mas, por conservar alguns minerais, como ferro e cálcio, é uma opção mais benéfica quando comparada ao açúcar branco refinado, já que não recebe tantos aditivos químicos. Salientando que também é calórico e que Diabéticos não estão liberados para ingeri-los, como muitos acham, pois é Açúcar também. Ele é na verdade apenas uma versão mais saudável entre os açúcares disponíveis. Pode ser usado como açúcar de mesa ou no preparo de doces, bolos e outros.

AÇÚCAR LIGHT

Ganha essa denominação porque não tem tanta sacarose como o açúcar refinado e apresenta adição de adoçantes artificias, tais como ciclamato, sacarina e aspartame. Esses quadruplicam o poder que o alimento tem de adoçar. Na hora de preparar um cafezinho, por exemplo, a quantidade de açúcar light usada é bem menor do que a de açúcar refinado. Portanto, é muito procurado por quem deseja reduzir o consumo de calorias do açúcar e também por aqueles que não se adaptaram ao gosto residual dos adoçantes. Pode ser utilizado como açúcar de mesa ou em receitas de bolos, gelatinas e mousses.

AÇÚCAR DEMERARA

Assim como o açúcar mascavo, seus cristais têm uma coloração marrom clara e possuem bons valores nutricionais, já que mantém alguns nutrientes. Passam por um refinamento leve, recebendo pouco ou nenhum aditivo químico. Sua dissolução é difícil em relação a outros açúcares, mas ainda assim pode ser usado em receitas de doces, pães e biscoitos. Uma desvantagem é o preço, um pouco mais caro.

AÇÚCAR ORGÂNICO

É resultante de um sistema de produção agrícola que busca um manejo mais equilibrado do solo e dos demais recursos naturais. Seguindo o conceito de sustentabilidade ambiental, no plantio não usa adubos ou fertilizantes e no processo de produção industrial não utiliza enxofre, ácido fosfórico e outros elementos. A embalagem deve ser biodegradável. É importante ressaltar que o título “orgânico” está relacionado ao modo de produção do alimento, já que podemos encontrar no mercado “açúcar mascavo orgânico”, “demerara orgânico”, “cristal orgânico”, etc. A vantagem de optar por esse tipo de produto é colaborar com a sustentabilidade ambiental e, como consequência, consumir um alimento livre de agrotóxicos e aditivos químicos – só é preciso estar disposto a gastar um pouquinho mais.

Esta tabela resume os valores calóricos e nutricionais dos tipos de açúcares em 1 colher de chá, vejam:
Imagem: Divulgação
O açúcar mesmo para pessoas saudáveis deve ser consumido com total equilíbrio durante o dia-a-dia, por vezes o refinado que consumimos, é considerado caloria vazia por não agregar nutrientes importantes, e pode ao longo da vida acarretar patologias crônicas como Resistência a Insulina, Diabetes em seus variados tipos, Obesidade e outros. Equilíbrio é a palavra chave sempre. Em próximas postagens trataremos do mel de abelha e os famosos adoçantes. Até o próximo post!

Nutricionista Helder Viegas
CRN6 10289 - Especialista em Nutrição Clínica
Especialista em Fitoterapia e Suplementação Esportiva
Instagram: @NutricionistaHelderViegas


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso