.

"Queria fechar hoje", diz comerciante assaltado 10 vezes em Santa Cruz do Capibaribe

Na semana passada, empresário encerrou as atividades de estabelecimento após ser alvo de 14 investidas criminosas.
Imagem meramente ilustrativa
Tem se tornado cada vez mais comum pessoas que são assaltadas cinco, dez e até mais vezes no município de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. Na semana passada o Blog do Bruno Muniz havia mostrado o caso do dono de um mercadinho que resolveu fechar o seu estabelecimento após ser alvo de criminosos por 14 vezes – relembre na matéria.

Essa semana, mais um caso semelhante ganhou as redes sociais. Na ocasião o proprietário de um estabelecimento do mesmo segmento escreveu um lamento após ser assaltado pela décima vez em menos de 3 anos. Em entrevista ao Blog, o mesmo declarou que também pretende fechar o comércio e deixar a cidade.
"Vou embora dessa cidade o mais rápido possível. Queria fechar hoje, não fecho porque tenho boletos que se vencem todos os dias. Estou diminuindo aos poucos para fechar", lamentou.
A vítima também destacou que a frequência de assaltos em seu local de trabalho não está afetando apenas a família, mas também os consumidores. De acordo com o mesmo, os clientes que costumavam frequentar ou ainda frequentam o estabelecimento, estão com medo.
"É angustiante, e os clientes também se afastam com medo. A cidade está abandonada, ninguém procura fazer nada em prol da sociedade. Estamos entregues a própria sorte", disse.
Como responsabilidade sobre a insegurança, o comerciante fez um desabafo contra a classe política e responsabilizou os governantes pela falta de assistência no quesito segurança.
"Enquanto estamos sendo assaltados diariamente, nossos políticos brigam por coisas fúteis, problemas pessoais deles. Brigam por voto mesmo antes da eleição e esquecem de trabalhar. A pior crise que passamos é esta, não é a política nem financeira, é falta de caráter dos nossos governantes", pontuou o comerciante.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso