.

Ex-presidente Lula não deve ficar preso até eleição, apontam ministros

Foto: Divulgação
Nesta quarta-feira (24), ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) admitiram a possibilidade de soltura e de um eventual registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato há 17 dias em Curitiba.

A declaração registrada em São Paulo, onde inclusive Gilmar chegou a admitir a possibilidade da decisão do plenário virtual da segunda instância do STF resultar na liberdade de Lula. Apesar da exposição, o mesmo ministro ressaltou que essa decisão já estaria “prejudicada”.
"Eu acredito que já esteja prejudicado, porque o Tribunal (TRF-4) negou o recurso, mas pode, claro”, afirmou o ministro.
A informação repercutiu de maneira considerável dezenas de jornais brasileiros e inclusive internacionais. A saída do ex-presidente da prisão hoje pode representar uma significativa reviravolta no cenário eleitoral do país. As eleições ocorrem em outubro, mas ao que tudo indicar, Lula pode ser liberado antes do pleito.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso