.

Em Santa Cruz do Capibaribe, rodovia PE-160 é pesadelo interminável para condutores

Situação do perímetro urbano representa risco de acidentes e transtornos constantes.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Não é necessário procurar muito para se encontrar um motorista que tenha alguma reclamação a fazer sobre o atual estado da rodovia PE-160 no que diz respeito ao perímetro urbano do município de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste Setentrional de Pernambuco. O trecho que já passou por inúmeras operações de tapa-buraco representa hoje uma das principais e maiores insatisfações não apenas de quem reside na cidade, mas também daqueles que a visitam.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Desde sempre a PE-160 é o principal ponto de fluxo para quem deseja chegar até o Moda Center Santa Cruz, diante disso, os transtornos e insatisfações são contabilizadas principalmente em dias de feira no centro atacadista. Além dos problemas mecânicos nos veículos, estes provocados em sua grande maioria pelos buracos, os motoristas e motociclistas também enfrentam mais engarrafamentos e acidentes, respectivamente.
"Você precisa escolher um local por onde passar com sua moto, não tem como andar em linha reta, é uma coisa ou outra. Ou você faz 'zig-zag' correndo risco de acidente e chega em seu destino, ou você passa pelo buraco correndo o risco de um outro acidente ou da moto quebrar e você ficar, você decide como vai ser", lamentou Wanessa Pereira, jovem que faz o trajeto bairro São Miguel/Centro diariamente.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
De acordo com alguns condutores, as recentes chuvas elevaram ainda mais os problemas no local, situação que só reflete os discursos dos condutores e pedestres cada vez mais insatisfeitos com a situação da rodovia. Neste quesito dois problemas são registrados. Durante a chuva ocorre alagamentos em várias partes da via, já após as chuvas os transtornos são devido ao lamaçal.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Sinalização precária

Um outro problema também lembrado pelos usuários da rodovia PE-160 é a falta de sinalização em praticamente toda a sua extensão urbana. O cenário é tão crítico que em alguns pontos os próprios moradores improvisam sinalizações provisórias no intuito de evitar acidentes.
"Alguns políticos ficam com raiva quando a gente fala, mas a quem é que vamos cobrar se são eles os responsáveis por essa porcaria? É triste, você pagar a quantidade de impostos que pagamos e termos que andar numa bagunça dessa. A gente perde dos dois lados, perdemos nos impostos e perdemos com os gastos nos carros. Tenho 61 anos e não me lembro de ter visto essa PE boa, não lembro", desabafou o senhor Elías Freitas e Silva, freteiro.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Obras

Na PE-160, as obras de duplicação e reconstrução de alguns trechos já duram anos, situação que só desanima os usuários da mesma. Além dos prazos de conclusão ultrapassados, vários moradores acreditam que os trechos que passam por modificações já foram causadores de vários acidentes inclusive com mortes.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Essa visão da população dar-se-á, segundo os mesmos, porque alguns pontos em obras não oferecem sinalizações e outros atributos para que os desavisados possam ter mais cautela durante os seus respectivos trajetos.

Diariamente trafegam pelo perímetro urbano da 'Capital da Moda' veículos pequenos, médios e grandes, como carretas de transportadoras. Atualmente não há divisão nem limite de peso para o tráfego, situação que acaba colocando lado a lado veículos de tamanhos desproporcionais e que de certa forma aceleraram o processo de desgaste do asfalto já crítico.
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
O que diz a classe política

Em institucionais e material publicitário, os políticos envolvidos com as obras ressaltam que as movimentações na PE-160 já representam um marco para a história do município, elencando ainda os benefícios que as modificações trarão para região. A referida PE já é constantemente mostrada em conteúdo publicitário exposto em emissoras de rádio e mídias sociais, porém o trecho mais crítico da mesma raramente é mostrado em suas formas reais.

Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso