.

Exclusivo – "Se vocês não derem um jeito, nós vamos dar", diz mensagem enviada de dentro do presídio de Santa Cruz do Capibaribe

Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Nesta quinta-feira (12), o Blog do Bruno Muniz teve acesso a uma mensagem que foi enviada do interior da unidade prisional de Santa Cruz do Capibaribe, região Agreste de Pernambuco. No texto, um dos presos aponta problemas na unidade e administração, além de lamentar morte de preso ocorrida na última quarta-feira, dia 11.

O Blog do Bruno Muniz contactou ainda a esposa de um dos detentos que confirmou a veracidade não apenas da mensagem como os relatos narrados em texto.

Confira a publicação abaixo na íntegra (texto mantido sem correções):
"ATENÇAO!!! ATENÇAO!!! ATENÇAO!!! informaçoes aki da penitenciaria de santa cruz do capibaribe!!!!

Aie seu coronel esse nois estamos sendo ulmilhado por esse diretor nois ontem passamos sedi i callor que desde d 4 horas da manha nois tava sem enegia i sem agua nem pra bebe nem escova os dentes, Atençao Series precizamos da atençao d vcs porque nois tava cuaze virando aki pq nois nem agua tinha pra bebe i muitos de nois depedemos da agua da tornera pra bebe... Veiu chega agua 2 horas da tarde i enegia, u direto entrou mais de 10 vezes aki nu pavilhao i querendu saber oke podia fazer pra melhorar i nois dicemos a ele q nois queriamos q nossas vizitas nao forci ulmilhada em traze uma bacia d cumer com lanche ao sabados pq eles so querem q veia uma pekena bacia d cumer, mais nossa fizita tem q lancha aki dentro pq muitos d nois nao tem condiçoes d gasta em catina nao...

Iii ainda por cima nois avizou ao direto q nois nao queria um detendo aki no conviviu nu pavilhao "A"  ele disci q ia tirar ele mais nao fez nada... Esse detento q pedimos pra ele tirar terminoi matandu um Amigo d nois aki.. pq os Gatos sao a voz da policia aki dentro i esse detento q matou nosso amigo é Gato i ele podem ter Faca i matou nosso amigo a menos d 5 metro dos agentes penitenciario q tava Pagando a Boia esses agentes nao fizeru nada pra impedi essa corvadia esse ato d crueldade... U diretor Seu Leonardo ja sabia oke ci passava q nois pediu pra ele retirar esse Gato do conviviu i nada Fez!!! Seu coronel... Series..

Queremos a atençao dos Senhores pq estamos pagando por nossos atos mais nossa familia tras frutas i ele barrao d entra alimentos i suco ele barrao Tmb precizamos di nossa antiga direçao u ex direto ele sabia cunversa com nois Seu robson i Seu Aldaberon... Eles nunca ia permiti esse ato de crueldade q ele permitiro hoje.. Eles ouvia a populaçao i retirava u pobrema. Seu coronel.. Series tamos reivindicando nossos direitos i nao queremos esse diretor aki nao tamos fazendo isso em forma democratica com respeito ao senhores i ate ao direto dessa unidade..

Mais ci for precizo nois vamos ate u fim ate em outras maneiras q nao queremos mais ci For precizu vai Aver Rebeliao so pra tirar esse Diretor ii muito sangue inocente vai ser derramado por causa de 1 Homem uma altoridade q nao faz nada so nus ulmilha em revita temos q sair nu sem direito de leva a sandalia para nois sentamos nu sou quente, Temos q senta nu sou Nu pegandu amorroida na cuadra quente...

Ci vcs nao derem Jeito nessa cituaçao Nois iremos dar!!Tamos de Luto por Causo dessa Direçao Vai Com Deus Amigo (sic)", diz a publicação.
Na publicação direcionada ao órgão que rege a unidade carcerária fica clara a ameaça de um possível motim caso as reivindicações não sejam atendidas. Na última quarta, Renato Martins da Silva (24 anos) foi morto no interior de um dos pavilhões com duas facadas. A autoria do crime ainda está sendo investigada.

Até o fechamento dessa reportagem a diretoria do referido presídio não havia emitido nenhum comunicado público a respeito do caso.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso