.

Professores da Rede Municipal de Santa Cruz do Capibaribe paralisam aulas por falta de pagamento

Foto: Divulgação
Na última segunda-feira (07), Douglas Ferreira, presidente do Sindicado dos Professores de Santa Cruz do Capibaribe, emitiu uma nota informando que a classe suspenderia as aulas já nesta terça-feira (08) devido ao não pagamento de salários dos servidores da Rede Municipal.

A informação que foi dada a nossa reportagem expõe que professores do Ensino Fundamental estão sem receber seus respectivos salários. O aviso de paralisação já havia sido feito, caso o pagamento não fosse efetuado até o 5º dia útil do mês.

Nota do Sinduprom - PE:
"Boa tarde, pessoal!

Assim como todos/as já sabem, os salários dos/as professores/as da Educação Infantil já foi repassado pela gestão municipal desde semana passada e a previsão para pagamento dos/as que atuam no Ensino Fundamental está previsto apenas para dia 9 de Outubro. Como é sabido por todos/as, ano passado a categoria passou pela mesma situação, e, desde então, decidiu-se que a partir do 5º dia útil, caso todos/as não estivessem com seus salários em conta, as atividades seriam paralisadas. Assim, na primeira assembléia deste ano, também fora decidido que caso o mesmo viesse a ocorrer, esta decisão anterior seria tomada quando necessário.

Neste sentido, agindo de acordo com o que a categoria decidiu em unanimidade, paralisaremos nossas atividades a partir de amanhã, e só retornaremos quando todos/as tiverem com seus salários em dias.

A gestão culpa “a falta de recursos” para efetivar nossos direitos salariais, mas sabemos que não temos nenhuma responsabilidade sobre a gestão destes recursos, e não podemos aceitar sermos punidos/as pela falta de planejamento do poder municipal.

Assim, como acordado anteriormente, mesmo os/as professores/as que já estão com seus salários sem atrasos deverão acatar a decisão coletiva e em solidariedade à profissão, paralisar suas atividades também.

É importante ressaltarmos que nossa luta jamais será pautada em interesses pessoais, mas em defesa da nossa profissão e da coletividade na busca por nossos direitos.

Por fim, como acordado pela categoria, a partir de amanhã, 6º dia útil, paralisaremos nossas atividades, estendendo nossa paralisação até que TODOS/AS estejam com seus salários em conta (ENQUANTO FALTAR UMA PESSOA SEQUER RECEBER, NÃO RETORNAREMOS).

É preciso em tempos tão difíceis, trabalhar nosso/a pensamento/consciência de classe!

Há braços na Luta!

Abraços na luta!

Sindicato é pra lutar!
A Secretaria de Educação de Santa Cruz do Capibaribe, por meio do secretário Joselito Pedro, também emitiu uma nota se posicionando sobre o caso.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Confira a nota na íntegra:
Caros gestores, professores e demais funcionários da Educação…

A nossa Folha de Pagamento relativa à Setembro/2019 totalizou o valor de R$ 4.474.415,22, incluindo FUNDEB 60%, FUNDEB 40%, INFANTIL, EJA, bem como PATRONAL (que deve ser encaminha para o *Santa Cruz PREV e INSS).

De recurso FUNDEB/SETEMBRO veio o valor de R$ 3.067.226,01. Não sendo necessário esforço nenhum para se entender que a RECEITA não cobre a DESPESA. Deste modo, a Prefeitura Municipal irá fazer o complemento com recursos próprios no valor de R$ 1.407.189,21.

Por essa razão, chega um momento em que a gestão não consegue cumprir os prazos acordados, como tentamos explicar por várias vezes durante as negociações para aumento de salário. Assim sendo, APESAR DE TODOS OS ESFORÇOS, ainda não conseguiremos finalizar o comando de todos os salários de Setembro/2019 hoje. Na quarta, 9, concluiremos os salários de todos os efetivos.

Então, o critério que pensamos para amenizar a situação (visto que temos um saldo em torno de 300.000,00 em conta) foi o seguinte: hoje pagamos aos professores (60%) cujos salários líquidos ficam em torno de 2.500,00 líquido.

Grato pela atenção.

Joselito Pedro – Secretário

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso