.

Apologia à pedofilia? – Vereadora aponta como abominável comentário de ex-candidato a prefeito sobre família de Edson Vieira

Clodoaldo Barros disse em um post no Facebook que crianças filhas do político, todas menores de idade, estão prontas ou se encaminhando bem para serem “comestíveis”.
Foto: Reprodução
Um post feito no Facebook neste final de semana está gerando uma série de repercussões negativas em Santa Cruz do Capibaribe. Na ocasião, o ex-candidato a prefeito Clodoaldo Barros publicou um status se dirigindo não apenas a pessoa do prefeito Edson Vieira (PSDB), mas a sua esposa e filhas.
“Para os que pensam Que nada do Edson Vieira presta, Alessandra Vieira e sua filha mais velha são comestíveis, e as mais novas estão bem encaminhadas”, escreveu Clodoaldo.
As três filhas do prefeito são menores de idade, tendo as mesmas 16, 12 e 7 anos. Nas redes sociais, internautas repudiaram o comentário do ex-candidato a prefeito afirmando ter o mesmo ultrapassado os limites de aceitabilidade.
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Clodoaldo se tornou conhecido em Santa Cruz do Capibaribe por uma série de eventos polêmicos, dentre eles protestos, greve de fome na Câmara Municipal e até mesmo agressão verbal e física ao arremessar ovos contra parlamentares em plena sessão legislativa. O mesmo também é alvo de Justiça por insultar juízes e promotores em redes sociais.

A vereadora Jéssyca Cavalcanti (PTC) classificou o ataque virtual como 'abominável'.
"Os maiores absurdos a gente escuta por ser político, o ódio não tem limites e tenta destruir tudo até a família da gente é exposta e agredida. Edson e Alessandra tem o direito de viajar sem que absolutamente ninguém faça comentários desse tipo todos os ritos foram obedecidos pra o afastamento aí teve comentários de todas as espécies na Câmara, programa de rádio de vereadores a deputados da oposição. Isso é simplesmente ridículo e esse comentário desses dois sujeitos é simplesmente abominável", escreveu Jéssyca.
O secretário de Educação Joselito Pedro também comentou o caso e lamentou a postura do ex-candidato a prefeito em 2016.
"Não concordar com a posição política de uma pessoa é aceitável, mas usar de agressão verbal e moral para expor seu descontentamento é inaceitável. Meu repúdio à atitude de seres desprezíveis como este", disse o secretário.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso