.

Vereador aponta superfaturamento de 3,4 milhões no Calçadão Miguel Arraes de Alencar

Foto: Iago Ribeiro (Agreg Imagem)
Nesta quinta-feira, 14, o vereador Carlinhos da Cohab (PTB) surpreendeu o público ao levar para o plenário da Casa Dr. José Vieira de Araújo, durante mais uma sessão plenária, um termo de vistoria do Calçadão Miguel Arraes de Alencar que aponta um superfaturamento superior a R$ 3 milhões na execução da obra.
Foto: Reprodução
O relatório apresentado por Carlinhos foi elaborado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG) do Estado de Pernambuco e mostra além do superfaturamento da obra, itens que teriam faltado na construção do local, mas estão presentes no contexto de execução. O valor de serviços não executados é de R$ 3.434.777,32 (três milhões, quatrocentos e trinta e quatro mil, setecentos e setenta e sete reais e trinta e dois centavos).
Foto: Reprodução
As exposições de Carlinhos se dão dias antes do início das atividades da CPI que irá investigar supostas irregularidades na construção do referido empreendimento de confecções. Na época, o calçadão custou R$ 14.136.069,19 (quatorze milhões, cento e trinta e seis mil, sessenta e nove reais e dezenove centavos), isso através de um convênio. A prefeitura entrou com uma contrapartida no valor de R$ 837.000,00 (oitocentos e trinta e sete mil reais).
Foto: Reprodução
Até hoje a referida obra é criticada por incidentes que ocorreram na estrutura do empreendimento, a exemplo da queda do teto. Atualmente membros da oposição defendem que só uma CPI com autonomia para investigar o teor da construção poderá apontar possíveis irregularidades. Alguns dos envolvidos na comissão acreditam que tanto o poder público municipal como o estadual podem ser atingidos pela gestão.
Foto: Reprodução

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso