.

Representantes de Santa Cruz do Capibaribe cobram ativação do prédio do INSS na cidade

Foto: Divulgação
Em reunião realizada na última sexta-feira (29), o empresário e ex-síndico do Moda Center, Allan Carneiro, e o vereador Capilé da Palestina, estiveram em encontro e reunião com o superintendente do INSS no Nordeste, Marcos Brito. O encontro se deu devido a cobranças de um grupo que solicita na ocasião a ativação do prédio do INSS em Santa Cruz do Capibaribe.

Com construção orçada em mais de R$ 1.453.000,00 (um milhão, quatrocentos e cinquenta e três mil reais) e edificado através de recursos do Governo Federal e também da Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, o prédio do INSS teve assinatura de construção em 2014, porém após anos finalizado permanece inativo.

Durante o seu pronunciamento após o hasteamento da bandeira, na frente da Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe no dia 07 de setembro de 2017, o prefeito Edson Vieira (PSDB) afirmou que o prédio entraria em funcionamento ainda naquele corrente ano, porém mais de um ano após a declaração nada foi concretizado neste sentido.
Foto: Divulgação
As novas cobranças que visam a ativação do prédio público se iniciaram após a visita de uma comitiva com membros da popular terceira via ao deputado Fernando Monteiro (PP), em Brasília (DF). Participaram da mesma o ex-candidato a vice-governador Luciano Bezerra, o vereador Capilé da Palestina, o advogado Antônio Júnior e também o empresário Tiago Henrique.

De acordo com membros da comitiva, a reunião ocorrida com Marcos Brito foi positiva no sentido de dar celeridade ao processo de ativação do posto do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social na cidade. O grupo acredita que com a ativação do mesmo as questões da previdência social serão melhor executadas.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso