.

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe perdeu prazo para contestar liminar que pedia interdição do matadouro público

"Houve tempo", diz Dr. Iron Miranda sobre prazo estabelecido para que prefeitura regularizasse o matadouro local.

A Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe perdeu o prazo estabelecido para que a mesma contestasse o pedido de interdição do Matadouro Público da cidade devido a irregularidades enquadradas no âmbito de saúde pública. O processo julgado pela Vara da Fazenda Pública da Comarca de Santa Cruz do Capibaribe ocasionou, na última sexta-feira (29), a interdição do espaço público.

Confira abaixo:
Foto: Divulgação
Em entrevista ao programa Olhando de Frente da Comunidade FM, na última sexta-feira (30), o promotor Dr. Iron Miranda dos Anjos reforçou que o matadouro foi fechado por falhas da administração, descartando a responsabilidade de terceiros e responsabilizando apenas o poder público municipal.

"O vereador cumpriu a sua função como fiscalizador do poder executivo. Foi constatado que haviam irregularidades graves no matadouro, denunciou o fato ao Ministério Público, o Ministério Público instaurou um inquérito civil público para apurar e esse inquérito civil resultou numa ação civil pública. Isso tramita desde o ano passado, não é agora. Houve tempo. O poder executivo local foi instado a se manifestar em relação as irregularidades", ressaltou.
Vale destacar que o Dr. Iron atua na esfera criminal, não sendo o caso do matadouro especificamente de sua atribuição, já que este tramita na Vara Civel. Ele esteve no programa como convidado para comentar e opinar sobre o ocorrido.

Carlinhos da Cohab diz que nota da prefeitura sobre o caso foi irresponsável
Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Durante o programa Oposição em Ação, que vai ao ar todos os sábados na emissora Polo FM e conta com a participação dos principais vereadores oposicionistas de Santa Cruz, o vereador Carlinhos da Cohab (PTB), responsável pela denúncia, lamentou o fato de estar sendo responsabilizado pela prefeitura pelo fechamento do matadouro e afirmou que teme pela sua integridade física devido ao ocorrido.

O trecho a qual o vereador se refere diz o seguinte:

"O seu objetivo era apenas fechar o matadouro público sem pensar nas consequências econômicas e sociais como o desemprego de inúmeros trabalhadores, aumento nos custos do abate, e a ampliação no preço da carne", aponta a nota da prefeitura enviada aos meios de comunicação na última sexta-feira.

Açougue Público também pode ser interditado

Uma outra informação envolvendo departamentos públicos de Santa Cruz do Capibaribe também se tornou evidência neste sábado (30). Na ocasião, o Blog do Bruno Muniz apurou que existe em curso, no Ministério Público, um pedido de investigação contra o Açougue Público Municipal, também expondo irregularidades nas condições higiênicas e estruturais do espaço.



Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso