.

Casos de tuberculose aumentam 9,28% em Pernambuco

Imagem meramente ilustrativa
Na última quinta-feira (21), a Secretaria Estadual de Sáude (SES), divulgou um número que mostra o aumento de 9,28% nos casos de tuberculose, entre os anos de 2015 á 2018. No ano passado, foram confirmados 5.206 casos da doença, 426 a mais do que os 4.599 registrados no início da série histórica.


A tuberculose mata cerca de 1 milhão de pessoas todos os anos no mundo e o seu tratamento tradicional exige um ciclo de seis meses de antibióticos diários. A doença é causada por uma bactéria altamente transmissível através das vias respiratórias. Os pulmões são os órgãos mais afetados pela doença.

Em Pernambuco, os números de óbitos causados pela doença foram de 423 em 2015, diminuiu para 398 em 2016, e em 2017 aumentou para 435. O índice de mortes em 2018 ainda é contabilizado pela SES.

Para prevenir que a doença atinja as crianças, elas devem tomar a vacina BCG, que é oferecida nas unidades básicas de saúde e maternidades. Ela pode ser dada ao nascer, ou no máximo até a criança ter 4 anos, 11 meses e 29 dias.

Sintomas e tratamento:

Os sintomas mais comuns da tuberculose são a tosse seca por mais de três semanas, que pode ser acompanhada por febre durante o dia, suor noturno, emagrecimento, cansaço e fadiga. O diagnóstico pode ser realizado na rede pública de saúde, principalmente por meio de um teste conhecido como "exame do escarro".

O esquema básico de medicamentos para tuberculose é distribuído nas próprias unidades de saúde e é composto de quatro tipos de medicamentos, e tem duração de seis meses. Seguindo corretamente a orientação médica, o paciente pode deixar de transmitir a doença em até 15 dias.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso