.

Na economia, brasileiros se dividem entre entusiasmo e decepção — Por Rômulo Renan


O ano de 2019 se desenha como uma melhora, ou pelo menos de estabilização para uma futura aceleração da economia. Neste ano deve haver um crescimento tímido, que deve ser afetado também pelas reformas, estas que devem impactar negativamente no crescimento e só surtiram efeito no longo prazo.

A previa do PIB de janeiro até que animou um pouco, mas se comparando com anos atrás que foram de grande crise, tem que ser melhor mesmo, isso aliado as boas expectativas diante do novo governo e a vontade de retomada dos investimentos já é algo bom.

As tão faladas reformas são necessárias, não há como negar diante de tamanho déficit público, com geração de divida publica que estar e ira comprometer ainda mais o equilíbrio fiscal do governo.

As reformas devem surgir principalmente com equidade social, em um país como o nosso, em desenvolvimento, ou subdesenvolvido, com índices sociais ruins, as reformas tem que melhorar a resposta do governo perante a sociedade, a população mais necessitada depois de uma crise histórica, estar mais carente. Não se pode continuar com alguns direitos sociais que estão efetivando uma transferência de renda igualitária, não existe direito adquirido em que não existe de onde tirar o recurso, ou retirar de outra pessoa.

O legado deixado pelo governo petista é inegável, no aspecto a promoção do consumo das classes baixas, que impulsionaram a economia outrora, e na melhora dos índices de desenvolvimento, vai levar uma maior cobrança aos governos por mais qualidade e um melhor atendimento destas classes.

Os índices estão regulares, estabilizados, como os juros, inflação, cambio, fatores aliado com a capacidade ociosa que temos é um campo propicio para um maior crescimento, este que quando for visto sanara muitos problemas e contribuirá para a entrada em um ciclo virtuoso a partir do segundo semestre.

Vamos esperar um governo mais estável, transparente e menos amador, que até agora o que foi apresentado é pífio, no campo econômico a equipe mostra-se bem alinhada, mas no campo politico tem-se mostrado atrapalhada, espero que o governo com sua politica ajude e não atrapalhe a pauta econômica e social.    

Por Rômulo Renan
Economista

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso