.

Familiares, amigos e admiradores se despedem do radialista Claudemir Nunes

Em manhã nublada de céu encoberto por nuvens, profissional da imprensa foi sepultado sob pedidos por justiça.
Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Na manhã deste sábado (23), foi sepultado no Cemitério São Judas Tadeu, em Santa Cruz do Capibaribe, o corpo do radialista Claudemir Nunes Silva (42 anos). O velório estava acontecendo desde a sexta-feira no Clube Ypiranga. Na ocasião centenas de pessoas passaram pelo local para prestar as últimas homenagens ao comunicador.
Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Claudemir foi morto na última quinta-feira (21) quando havia acabado de apresentar um programa na emissora Comunidade FM, situada no bairro Centro. A polícia ainda investiga a autoria e também a motivação do crime que vitimou o radialista. Já se sabe que o assassino agiu sozinho e confrontou a vítima próximo a uma igreja católica.

Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Claudemir passou por diversas rádios da região e por isso somou seguidores de seu trabalho e também amigos, profissionais de imprensa que tinham o radialista como uma pessoa correta e dedicada. A conduta de Claudemir é justamente um dos pontos que intriga a polícia, já que o profissional não costumava se envolver em contendas devido a sua atuação nos meios de comunicação.
Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Em uma manhã nublada, o corpo de Claudemir foi conduzido e acompanhado por um grande público até o cemitério central da cidade, sendo sepultado sob forte comoção e pedidos por justiça.

Saída do local do velório:


Chegada ao local de sepultamento:



Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso