.

Esquema e desvio em mensalidades de faculdade em Caruaru é investigado pela Polícia Civil

Cerca de 500 universitários foram lesados e um dos suspeitos é funcionário da instituição.
Imagem meramente ilustrativa
A Polícia Civil através do delegado Thiago Henrique já iniciou as investigações para apurar um esquema ilícito na faculdade Unifavip/Wyden, em Caruaru. As investigações apontam que pelo menos 500 estudantes podem ter sofrido o golpe e um dos suspeitos de integrar o grupo criminoso é funcionário da faculdade.

O esquema foi descoberto após ser constatado um rombo na contabilidade da empresa. Na ocasião era utilizado um sistema para clonar cartões. vítimas relataram que um grupo de alunos formou um clube que supostamente oferecia descontos de 20% na mensalidade da faculdade.

A partir da participação no clube, os alunos entregavam o valor da mensalidade para os integrantes, e o clube se encarregaria de repassar os valores para a instituição de ensino, o que não acontecia. O delegado afirmou que existe a suspeita de participação de funcionários da faculdade no esquema, já que no portal acadêmico utilizado pela instituição de ensino constava que as mensalidades tinham sido quitados.

Ainda não é possível precisar qual o valor do prejuízo para os alunos e para a faculdade, mas a estimativa é de que o rombo seja milionário, uma vez que centenas de estudantes teriam sido vítimas e existem mensalidades com valor acima de R$ 1 mil. Alguns alunos ouvidos pela TV Jornal Interior informaram que tiveram prejuízos de mais de R$ 3 mil.

O Centro Universitário Unifavip/ Wyden informou por meio de nota que também foi prejudicado pelo caso e que desconhece o referido clube de descontos para alunos. A instituição abriu um procedimento interno para a apuração do caso e resolução do tema. A faculdade colocou-se à disposição para quaisquer dúvidas e afirmou que a instituição tem uma Ouvidoria e um núcleo de atendimento ao aluno e financeiro para orientar e esclarecer os estudantes.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso