.

Funase celebra parceria com a Secretaria de Cultura de Pernambuco

Projeto Outras Palavras levou cinema, música e rodas de diálogo para unidades de atendimento a adolescentes, o que motivou entrega de registro formal de elogio.
Foto: Divulgação
A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), realizou um registro formal de elogio à Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE). O objetivo foi celebrar os bons resultados de parcerias entre as duas instituições, que têm viabilizado, nos últimos anos, a realização de projetos com literatura, música, cinema e debates dentro de unidades de atendimento a adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas no Estado.

Entre as iniciativas, está o Projeto Outras Palavras, da Secult-PE, que levou poesia, filmes e rodas de diálogos para adolescentes dos Centros de Atendimento Socioeducativo (Case) Jaboatão dos Guararapes e Santa Luzia, no Grande Recife. A parceria também viabilizou a realização de atividades para socioeducandos do regime de semiliberdade no Festival de Inverno de Garanhuns, em 2018, e para socioeducandas do Case Santa Luzia, no início de janeiro deste ano, durante a Caravana Juventude em Movimento.

O registro de elogio foi entregue pelo coordenador do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase, Normando Albuquerque, a Antonieta Trindade, que, entre 2016 e 2018, ficou à frente da vice-presidência da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e foi titular da Secult-PE.
“Já consideramos que foi uma experiência positiva, pois ela mexe com várias linguagens. O mix de expressões faz com que algumas atividades que seriam difíceis de trabalhar se tornem agradáveis. Foi um trabalho exitoso que já consideramos como fundamental para o calendário da Funase em 2019”, declarou Albuquerque.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso