.

A esperança do Brasil com Bolsonaro — Por Rômulo Renan


A agenda para a economia do presidente Jair Bolsonaro (PSL) animou o mercado e trás esperanças a maioria dos brasileiros. O dólar baixou e a bolsa bate recordes, mas o que isso reflete em nós pobres mortais, nada ou quase nada. Para que se torne o inverso é muito rápido, estamos ainda no ambiente das especulações.

O governo precisa implantar reformas estruturais, que são difíceis de serem aprovadas, um problema crônico que é o planejamento econômico ser aderido e aprovado pelo institucional, a reforma previdenciária e tributária estão no campo das ideias ainda, de um governo que aparenta não ser muito organizado e demonstra por momentos certo amadorismo.

Um das saídas para a crise deve vir pela expansão dos investimentos, uma política que atraia e promova os investimentos, pois gastos dos governos não tem possibilidades e o consumo está saciado e endividado. O país precisa de um maior abertura comercial, oxigenar sua indústria com uma melhoria nos seus bens e serviços, ganhar competitividade e agregar valor as suas exportações.

Além das reformas, a previsão de melhora também se vem pela visão do esgotamento da crise, sinais mostram que o setor produtivo só espera por melhores notícias para acelerar, assim entramos num círculo virtuoso em que os investimentos atraiam mais empregos.

Um perigo a vista? A China dá sinais de desaceleração, lembrando que é o nosso maior parceiro comercial, isso é só uma desaceleração e que para mim continua acelerada, mas como em mercado tudo é antecipado e nervoso, as vezes um mal sinal leva à uma crise real. A China cresce a altas taxas há anos, há quem defenda que sempre depois de um longo período de crescimento haverá uma ruptura, mas ela faz de forma sustentável e sólida, creio que irá perdurar por muito tempo. O cenário externo é de fundamental importância, o Brasil como anda não como se suportaria com uma crise internacional.

O ano se desenha como uma melhora, tímida, mas com uma sinalização que nos anima. Torcer para que der certo, que cheguem investimentos produtivos aliado com boas expectativas fará o país voltar a produzir mais e gerar mais emprego e renda. 

Por Rômulo Renan


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso