.

"Fiquei indignado", diz advogado proprietário de muro que teve hashtag coberta por apoiadores de Bolsonaro

"#EleNão" havia sido feito com autorização, afirmou Edson Filippe.
Advogado Edson Filippe afirmou que entrará com representação contra envolvidos – Foto: Divulgação
Santa Cruz do Capibaribe – Nesta segunda-feira (15), apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) pintaram de branco alguns muros onde havia sido escrito, dias atrás, #EleNão, o bordão em formato de hashtag que ficou popularmente conhecido em todo o país como uma negativa ao deputado do Rio de Janeiro.
Muros foram pintados por apoiadores de Bolsonaro nesta segunda-feira (15) – Foto: Divulgação
Após as frases terem sido cobertas, o proprietário de um dos terrenos em que há um dos muros pintados procurou a nossa redação para afirmar que teve o seu direito lesado pelos militantes do presidenciável, tendo em vista que, segundo o mesmo, a pintura no muro havia sido feita com a autorização do mesmo.
"Eu não vou dizer nem para vocês quais foram as surpresas. Eu vou dizer pra mim mesmo como proprietário particular da área, eu assim como minha família – e tenho autorização de todos para fazê-lo, inclusive – eu fico impressionado pela audácia desse pessoal. Pois eles não procuram saber por quem foi pintado, de quem é a propriedade, se é pública ou privada, e se eles são autorizados a fazer uma alteração de uma pintura do muro que o próprio proprietário se prontificou a fazer. Fiquei indignado, fui até o local e vi realmente que tinha sido pintada de branco a parte que eu propriamente havia autorizado a ser pintado do jeito que eu queria. Só tenho a lamentar. Inclusive amanhã entrarei com representação de conduta com a obrigação de fazer, o que vai significar praticamente eles repintarem o muro exatamente como era", destacou.
Paulinho Coelho e Tito Feitosa destacaram que foram autorizados a pintar o muro – Foto: Divulgação
Edson Filippe destacou que independente de questões partidárias e movimentos ideológicos, a representação que será feita contra os envolvidos terá caráter de cidadania, já que de acordo o mesmo, ele sentiu que neste caso o seu direito como proprietário de patrimônio privado foi violado.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso