.

Quem mudou de lado: Vieira, Moraes ou Aragão? — Por Marciel Aquino


O pragmatismo político está crescendo a cada eleição. O aliado de 2016 é o adversário em 2018. E quem era adversário, hoje divide o mesmo palanque. Temos um claro exemplo disso aqui em Santa Cruz do Capibaribe. Na eleição para prefeito há dois anos atrás, Edson Vieira (PSDB) teve como principal adversário o ex-vereador Fernando Aragão (PTB) e contou com o apoio do deputado Diogo Morais e do governador Paulo Câmara. Já Fernando Aragão foi apoiado pela família Maia e pelo senador Armando Monteiro (PTB). 

Vieira foi reeleito, mas não foi o único vencedor na eleição municipal de 2016. Diogo conseguiu eleger boa parte dos vereadores de situação e com uma eleição apertada, Fernando perdeu, mas saiu fortalecido. Não passou muito tempo após a campanha e a união que deu a vitória a Edson, começou a dar sinais que já não iria continuar em 2018.

Como Edson não deixou a prefeitura para tentar um mandato de deputado, resolveu testar sua força política contra Moraes, lançando sua esposa para deputada estadual. Isso fez com que o grupo de situação se dividisse em Vieira e Moraes. Diogo continuou ao lado do governador e Edson assim como o PSDB ingressaram no grupo liderado pelo senador Armando Monteiro. Já Fernando Aragão que era um histórico aliado de Armando, recentemente aderiu à campanha de Diogo e Paulo Câmara, inclusive se tornou um dos coordenadores da campanha do atual governador.

Sabemos o que existe em política é o jogo pela busca do poder, onde não existe regras nem lealdade. A disputa de 2018 irá influenciar em 2020. As apostas que devem estar rolando nas malas políticas deve ser quem será o mais votado: Vieira ou Moraes? Vieira não poderá ser candidato em 2020, mas se vencer em casa mesmo não sendo eleita, irá ter um peso para as eleições municipais. Já Moraes poderá sair candidato a prefeito ou apoiar Aragão contra Vieira.

Para quem vota em ala política deve está confuso e se perguntando quem afinal mudou de lado. Uma coisa é positiva nisso tudo. Que devemos votar em candidato por seu histórico ou proposta para o bem do povo e não por ala ou líder político.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso