.

A luta por seus interesses — Por Rômulo Renan


A greve dos caminhoneiros mostra a fragilidade do sistema produtivo do Brasil. Já falei aqui sobre a importância de se ter um sistema ferroviário, pelo seu custo e em um país do tamanho do nosso. As reivindicações foram amplamente apoiadas pela população, mas teve em sua origem defender os interesses próprios do que a população como um todo, mesmo nesses protestos espalhados por todo  o país, parece-me faltar a união pela a sociedade como um todo.

Uma Petrobras do Brasil que não serve aos brasileiros. Ficou atrapalhada a explicação nos últimos dias da nova política de preços da Petrobras, mesmo sendo o petróleo extraído aqui, por uma estatal, mas tem que seguir preços internacionais, fica difícil um brasileiro comum entender essa política. A preocupação é muito grande com os investidores, de uma forma que parece ficar refém das cobranças impostas por estes, a estatal teve uma queda grande esses dias, apavora muitos, mas o mercado especulativo é feito para oscilar mesmo.

O lóbi no brasil é muito presente, o Congresso como representante do povo, não representa-o muito bem, medidas substanciais não são feitas, como regulação do imposto sobre grandes fortunas e aumento na alíquota de imposto de renda, reforma da previdência que englobe todos, inclusive os militares, o que se vê muito é apenas troca, compensações, diante da renúncia de receita apresentada, apresentou a oneração de folha de pagamentos, retira de quem estar cobrando melhoria e coloca em quem estar calado, mas medidas fortes não são tomadas.

A principal medida é a retomada do crescimento, mas parece difícil, investimentos estão próximos de zero e outro fator importante que é a confiança parece cada vez ficar mais longe, com essa greve que parece estar terminando o governo mostra mais uma vez sua fragilidade, baixa popularidade e imprevisibilidade do nosso futuro. Parece-me que cessão desta greve se deu mais pelos danos causados, do que pelo que foi oferecido como solução, e não me surpreende que logo outra classe queira fazer o mesmo.

Por Rômulo Renan

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso