.

MPPE acompanhou liberação de acesso ao Porto de Suape

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) acompanhou, durante a madrugada de hoje, as ações de desocupação das vias que dão acesso ao Porto de Suape, no Ipojuca, que estavam bloqueadas em razão da paralisação dos caminhoneiros. Os promotores de Justiça Luís Sávio Loureiro (coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminal) e Rinaldo Jorge da Silva (promotor de Justiça do Ipojuca) compareceram ao local junto com a Polícia Militar, que deu cumprimento às decisões judiciais que ordenaram a desocupação das vias.

De acordo com os membros do MPPE, a desocupação se deu de forma pacífica e dentro da legalidade. Mesmo com os primeiros sinais de possível retorno do abastecimento dos produtos de primeira necessidade, o coordenador do Grupo de Acompanhamento de Crise do MPPE, procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, alertou que o momento ainda exige atenção das autoridades de todo o Estado.
“Ainda há necessidade da nossa vigilância e mobilização, pois a crise não acabou totalmente. Temos muito trabalho pela frente. O Ministério Público estará mobilizado e atento ao pós-greve para garantir a integral defesa dos direitos e garantias do cidadão pernambucano”, destacou o procurador-geral.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso