.

População realiza protesto pedindo segurança em Santa Cruz do Capibaribe

Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Após o agravamento de uma onda de violência que atingiu em cheio a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, moradores locais realizaram pelo menos dois atos nas últimas 48 horas. O primeiro deles ocorreu na Praça da Bíblia na tarde da última sexta-feira (26), onde um pequeno grupo de pessoas vestidas de preto se reuniram em um ato de luto pela morte do jovem Luciano Regis. O crime que vitimou o rapaz e chocou os moradores locais ainda permanece sem maiores esclarecimentos – relembre o caso.
Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Já neste sábado (27), mais precisamente por volta das 15h, um outro grupo, desta vez maior, se reuniu em um posto de combustíveis situado às margens da rodovia PE-160, próximo a entrada da cidade, de onde saiu em caminhada e carreata pelas principais ruas e avenidas do município. O ato, de acordo com os participantes, teve como objetivo provocar uma reflexão sobre o que está acontecendo no âmbito local, além de cobrar mais ações dos políticos.
Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Dezenas de veículos participaram do 'buzinaço' que percorreu um longo perímetro. Na oportunidade pessoas de todas as idades vestidas de branco e preto exibiam faixas e cartazes pedindo por paz e mais segurança. Os mortos recentemente também foram lembrados. A movimentação ganhou mais adeptos na medida que ia passando por algumas ruas.
Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)
Dados preocupantes

Só neste início de ano a cidade de Santa Cruz do Capibaribe já registrou 10 crimes de homicídios, alguns deles cometido inclusve contra pessoas que não tinham qualquer envolvimento com o mundo do crime, o que aumenta a preocupação dos moradores.

Em uma das semanas mais violentas quatro pessoas foram baleadas em apenas três dias através de balas perdidas. Um dos baleados chegou a morrer dias após ter sido atingido no tórax – relembre este caso.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso