.

Oposição na ALEPE inicia ‘Pernambuco de Verdade’

Foto: Divulgação
Utilizado como contraponto ao programa de visitas do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), denominado de ‘Pernambuco em Ação’. A oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE) iniciou também uma série de visitas que tem por objetivo levar à população a identificar promessas que foram feitas pelo governador e que não foram cumpridas. O programa de Câmara, iniciou em Afogados da Ingazeira, Sertão do Estado. O programa da oposição é denominado de "Pernambuco de Verdade".

A primeira visita da oposição também iniciou pelo Sertão do Estado. A primeira cidade a receber a oposição, foi Serra Talhada. Estiveram nesse encontro os deputados estaduais Silvio Costa Filho (PRB), Álvaro Porto (PSD), Júlio Cavalcanti (PTB), Socorro Pimentel (PSL) e Augusto César (PTB), que tem na cidade seu reduto eleitoral.

Nesse encontro os deputados frisaram a paralisação de diversas obras no Sertão, dentre elas a Sede do Corpo de Bombeiros e a Faculdade de Medicina da UPE. Ainda em tempo, os parlamentares apontaram a duplicação da BR-232 de São Caetano até Cruzeiro do Sul.
“O volume de problemas que encontramos mostra o quanto o Pernambuco de Verdade, o da vida real das pessoas, é diferente do que o Governo do Estado mostra na sua propaganda oficial. O que se vê é um Governo que não consegue dar continuidade aos projetos que foram iniciados, enquanto as principais conquistas da população estão ficando para trás”, afirmou o líder da oposição, Silvio Costa Filho.
No início da noite, a bancada realizou uma plenária com lideranças comunitárias, políticas e sindicais do Sertão do Pajeú, na Câmara Municipal de Serra Talhada. Estarão participando dos eventos nesta sexta-feira (31) a deputada estadual Priscila Krause (DEM) e do deputado Ossésio Silva (PRB). A programação dos parlamentares segue nas cidades de Afogados da Ingazeira e Arcoverde.


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso