.

Chapinha: A moda do momento


Para você que ficou curioso, não, não mudamos a nossa coluna para falar de moda. Assim como a chapinha de cerâmica é um dos itens de beleza da moda no momento, não apenas entre as mulheres, mas também no meio masculino. Mas a moda do momento que vamos destacar aqui é a “chapinha”, referindo-se a uma coligação para vereadores, desvinculado da grande chapa, ou “chapão”, na qual faz parte o partido do prefeito e geralmente os atuais vereadores com mandatos. 

Certamente os candidatos e partidos políticos estão se baseando na eleição passada, onde a chapinha elegeu três vereadores; Luciano Bezerra (PR), Pipoca (agora no PSDB) e Ronaldo Pacas (PSDC). E ainda quase elegeria a professora Jessyca Cavalcanti (PSC). Com a ida de Pipoca para a sigla do prefeito, isso coloca-o automaticamente no chapão, o que significa que terá que obter uma votação bem superior a de 2012, para garantir sua reeleição. Este mesmo cenário vale para a suplente Jessyca. 

Pois bem, ainda faltando muito tempo para as Convenções Partidárias, que definem os candidatos a as chapas que concorrerão às eleições municipais de 2016 e muitos candidatos ou partidos estão falando em optar por chapinhas. Além dos atuais vereadores, que já devem estar se articulando para formarem uma chapinha com a esperança de se repetir o sucesso de 2012. Temos o suplente de vereador, Elves Ferreira (PHS), que sempre que fala sobre o assunto, afirma que não abre mão da chapinha. A ideia de Elves é formar uma chapinha, tendo o ex-prefeito, Toinho do Pará, como puxador de votos, podendo eleger até dois vereadores, sendo o próprio Elves o dono da segunda vaga. 

Outra ala política que pretende optar pela chapinha é a encabeçada por um Maia, podendo ser Tallys, Augusto ou até mesmo o próprio Zé (pouco provável devido às questões judiciais). A ideia de Zé Augusto é fazer uma campanha desvinculada da majoritária, visando em eleger o maior número de vereadores possível. 

E não pára por ai. Parece que os ex-prefeitos estão mesmo decididos a retomarem seus capitais políticos. Neste domingo (28), o DEM, que tem como principal nome o ex-prefeito Ernando Silvestre, se reuniu e decidiu que a sigla terá candidato nas eleições deste ano, podendo formar mais uma chapinha, tendo inclusive Ernando como possível puxador de votos. A sigla, porém não deu pistas se será pelo grupo de Boca Preta, Taboquinha ou ala independente.

Por: Marciel Aquino

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso