.

Sulanca vira exposição em Santa Cruz do Capibaribe

Fotos: Gilberto Geraldo (Divulgação)
A Feira da Sulanca já se tornou um patrimônio econômico, e porque não dizer cultural do Brasil. O comércio de confecção existente no Agreste pernambucano já foi pauta para muitas histórias de sucesso em todo país, e hoje acaba de se tornar exposição em Santa Cruz do Capibaribe.


A exposição está disponível para o público no Moda Center Santa Cruz, a mesma trata-se justamente da Sulanca em seu processo de desenvolvimento, com o nome ''Sulanca: Uma Evolução Tecnológica''. Na mostra, é possível ver relíquias do segmento de produção, o projeto que é parcialmente financiado pelo Funcultura tem como idealizadores o Beto Assis e a pesquisadora Sandra Roberta.


O documentário conta ainda a história de diversas figuras que tiveram e ainda são mantenedores de um trabalho voltado para sulanca. É possível conhecer por exemplo, histórias de época, como a da primeira máquina overloque trazida para Santa Cruz do Capibaribe pelo sr. Mauro Feitosa, no ano de 1968.

As máquinas utilizadas pelas costureiras e costureiros do polo confeccionista estiveram sempre em constante evolução, hoje, muitas delas já se modernizaram à tal ponto que não necessitam mais de servidores para o acabamento, pois já faz este trabalho, necessitando apenas de um operador.


Fazem parte da exposição também, cerca de 100 monóculos (pequenos tubos de imagens), com imagens da feira e de sua gente nos anos 70 e 80. Em entrevista ao Blog do Bruno Muniz, Beto Assis falou sobre a exposição.
''O projeto foi aprovado no Moda Center, mas seria incrível e necessário que circulasse, agregando-se com Toritama e Caruaru. Precisamos de financiamento para ser uma exposição itinerante e agregarmos outras histórias. Já tivemos as visitas  dos empresários Arnaldo Xavier e Marta Xavier da Rota do Mar; Alex da Unipeças, Allan do Moda Center, dentre outros. Neste domingo (29) esperamos um grande público que frequenta a feira no Moda Center, onde esperamos atrair um número maior de pessoas, pessoas que não conhecem a história da Sulanca'', ressaltou o idealizador do projeto.
Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso