.

Em Santa Cruz, cresce número de arrombamentos durante o carnaval

Ao retornar das viagens de carnaval, muitos santa-cruzenses tiveram a triste surpresa de encontrar seus imóveis arrombados e saqueados. A ação de marginais durante este período já é esperada, embora ainda bastante preocupante.

O número de arrombamentos em residências no mês de fevereiro deste ano já superou os números do mesmo mês registrado no ano passado. É comum ver nas redes sociais, pessoas que foram vitimas deste tipo de crime, e que revoltadas com a situação expõem seus respectivos desabafos em tom de insatisfação.

Em Santa Cruz do Capibaribe, assim como em outros municípios, é comum que as pessoas utilizem os feriados para visitar outros municípios, e até mesmo outros estados, seja para rever familiares, férias, ou simplesmente voltar a sua cidade natal, já que muitos que residem na ‘capital da moda’ não são nascidos na mesma. Esta prática, que pode inclusive ser considerada como um fator cultural gera alguns transtornos, um deles é esse, a livre ação de vândalos e marginais que se valem dessa ausência dos moradores para praticar assaltos, arrombamentos entre outros tipos de atividades criminosas.

A situação ainda pode ser pior, tendo em vista que muitos dos casos de arrombamentos não são notificados para as autoridades, os motivos são dos mais variados tipos, entre eles, o medo de represarias, a falta de informação e até mesmo o ‘’achar que o caso não tem relevância’’, o que contabilizando podem chegar a 20% de casos não relatados, sendo essa uma das maiores causa de impunidade. É correto afirmar, que nestes casos existe uma enorme dificuldade em identificar os praticantes do crime.

As vitimas, fica apenas o sentimento de revolta, em saber que não terão seus bens recuperados, além de reparar os danos que foram deixados para trás pelos criminosos.

Matéria: Bruno Muniz
Imagens: Redes Sociais
Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso