.

Fique por dentro.

Faltam sete dias para os brasileiros depositarem mais uma vez seu voto de “confiança” naqueles que irão comandar os rumos do país, nos próximos quatro anos. E pensando em deixar os nossos leitores bem informados, essa semana passaremos a trazer todos os dias fatos novos sobre as eleições, tanto a nível nacional como a nível estadual.

O destaque para esta segunda-feira para corrida presidencial vai destacar a estabilidade da presidenta Dilma (PT), que nos últimos dias cresceu alguns pontos e está mais perto de sua reeleição. Já Marina (PSB) que cresceu muito embalada pela emoção da morte de Eduardo Campos, começou a cair gradativamente nos últimos dias e já corre o risco de perder o segundo lugar para Aécio. Isso só confirma o que já havia previsto aqui, que aqueles votos não erram realmente de Marina, más sim pela grande exposição da mídia, envolvendo a morte de Eduardo e que conseqüentemente levou o eleitorado a declarar apoios a Marina.

O fato é que a candidatura de Marina está cada dia mais fragilizada, tanto por algumas contradições dela própria, com relação a pontos polêmicos, como: A independência do Banco Central, privatizações, casamento homossexual e recentemente a contradição em relação ao seu voto na Lei da CPMF; como também por falta de unidade no seu próprio partido. O fato é que Marina está dando espaço para que seus adversários a carimbe de “insegura e despreparada”. Já o candidato do PSDB, Aécio Neves, que vinha em queda, se beneficiou da fragilidade de Marina vem crescendo nas últimas pesquisas e já sonha com o segundo turno.


- Por: Marciel Aquino.
  
Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso