.

Prefeito Edson Vieira muda completamente o discurso em relação a Paulo Câmara

Paulo Câmara, Edson Vieira e Diogo Moraes durante evento 'Pernambuco em Ação', em Santa Cruz do Capibaribe – Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)
Santa Cruz do Capibaribe – Antes aliados, hoje o prefeito Edson Vieira (PSDB) e o governador Paulo Câmara (PSB) encontram-se visivelmente em lados totalmente opostos. Nas últimas campanhas Edson contou com Câmara em seu palanque e isso rendia elogios mútuos entre ambos, porém, essa realidade mudou.

Na última semana o governador exonerou Nilton José da Silva do cargo de coordenador da 27ª CIRETRAN especial de Santa Cruz do Capibaribe. Nilton, que é aliado de Edson, foi a gota d'água para o prefeito solar de vez o verbo contra Câmara e alargar de vez a rachadura que já os separava.
“A maneira que tiraram Nilton e a consideração que não tiveram com o prefeito e nem com a memória do ex-prefeito Augustinho Rufino. Muitas pessoas quiseram esse cargo, mas Nilton foi mantido, porque acima de tudo, considerávamos Augustinho Rufino. Se quer tirar, ligue, comunique, e não da forma que foi, apenas através de uma publicação do Diário Oficial", reclamou o prefeito em seu programa de rádio semanal.
Com as movimentações por parte dos dois políticos em questão, crescem as teses sobre o rompimento também entre Edson Vieira e o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), este que é um dos principais defensores do governador de Pernambuco na atualidade.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso