.

Execução cruel de animal provoca revolta nas redes sociais, em Santa Cruz do Capibaribe

Cadela de 7 anos morreu

Uma crueldade registrada por um circuito externo de filmagens de uma residência em Santa Cruz do Capibaribe provocou uma intensa revolta de internautas na noite deste domingo, 07 de agosto, nas principais redes sociais.

As imagens mostram um homem espancando uma cadela na porta de uma residência, durante a noite. Aparentemente imóvel o animal doméstico recebe pauladas na cabeça, inicialmente. Os golpes são tão intensos que o objeto chega a saltar das mãos do agressor em alguns momentos.

Após a sequência de pauladas o indivíduo inicia uma série de 'pisões' no crânio do animal, esmagando-o por diversas vezes. Nas imagens é possível ver a cadela agonizando nos últimos instantes. O animal morreu.

Testemunhas relataram que procuraram as autoridades para denunciar o caso, porém foram informados que nada poderia ser feito neste caso. A cadela tinha 7 anos e era considerada um animal dócil, passivo e que nunca teria atacado nenhum pedestre.
"Um animal, matando um ser humano que há 7 anos era a rainha de casa. Até para morrer ela morreu no portão de casa. Graças a Deus, obrigado Senhor, não tinha ninguém em casa nessa hora", disse a internauta que publicou o vídeo. A cadela pertencia ao seu filho que havia saído no momento do espancamento. 
Após ser postado, não demorou muito para o vídeo ser compartilhado centenas de vezes com declarações de revolta. Internautas em toda região se comoveram com o caso e cobraram providências para que o responsável fosse responsabilizado.

Nas últimas horas do domingo a redação do blog recebeu uma verdadeira enxurrada de denúncias sobre o caso. Leitores de toda região relataram o ocorrido e pediram para que o caso fosse tornado público.

Organizações Não Governamentais (ONGs) da região que atuam na proteção de animais publicaram mensagens de repudio ao ato em suas redes. Até o fechamento dessa reportagem não havia nenhum registro de identificado do acusado de cometer o crime covarde.

Na última semana um caso semelhante foi registrado em uma comunidade do Rio de Janeiro. O caso ganhou repercussão nacional e a agressora foi detida. Neste caso felizmente o animal sobreviveu. A agressora, uma idosa, era proprietária do cão.

Confira imagens do crime abaixo:


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Cordialmente: Equipe Blog do Bruno Muniz (Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso).