.

Ao mesmo tempo – Além do coronavírus, famílias do Nordeste lidam com inundações e muitos ficam desabrigadas

Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Piauí são alguns dos estados do Nordeste que registraram nestes últimos dias pessoas desabrigadas devido as fortes chuvas que caíram ao longo das últimas semanas. Cheias em rios e rompimento de barragens são mais um agravante para muitas famílias que ainda buscam se proteger da pandemia do coronavírus (Covid-19).
Afogados da Ingazeira - Foto: Divulgação
Ao mesmo tempo que se viu o fim da seca, muitas regiões registram residências abaixo do nível da água e o pouco que se tinha foi engolido pela água. Em cidades como Santana do Ipanema, em Alagoas, comunidades inteiras perderam suas moradias com a cheia no Rio Ipanema.

Em vídeos divulgados nas redes sociais, moradores narram o desespero vivenciado durante a cheia que invadiu casas e derrubou postes, danificando a rede elétrica e gerando ainda o risco de acidentes com a fiação. Também nas redes, se espalham os exemplos de solidariedade e ajuda para com os que estão em situação de vulnerabilidade.


Barragem em Pernambuco rompe e atinge município do Estado de Alagoas



A barragem Zumbi, localizada no município de Arcoverde, no Agreste do estado, rompeu na noite do último domingo (29) e atingiu os municípios de Águas Belas, em Pernambuco e de Santana do Ipanema, no Sertão de Alagoas.
Foto: Divulgação
De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, o impacto e o número de vítimas afetadas ainda não foram contabilizados.

A estrutura de 50 metros entrou em colapso após a forte chuva na região, fazendo com que o volume de água da barragem fosse ao encontro do Rio Ipanema, localizado no Sertão de Alagoas e na divisa de Pernambuco.
Foto: Divulgação
O rio, que já possuía um volume de água acima do normal, após fortes chuvas na região, transbordou e atingiu as casas do município alagoano. No Estado de Pernambuco, a Defesa Civil informou que está prestando o apoio necessário ao município de Arcoverde para retirar as vítimas que ficaram ilhadas em suas residências.

De acordo com o Coronel Lamartine Barbosa, Secretário Executivo da Defesa Civil de Pernambuco, o Corpo de Bombeiros está resgatando as famílias e que serão encaminhadas para um local de apoio disponibilizado pela prefeitura.
Foto: Divulgação
“Nós não temos como saber ainda o tamanho do estrago. Algumas pessoas ficaram desabrigadas. Não dá para prever ainda como o rio vai se comportar porque as chuvas estão previstas até o final de abril. Tivemos bastante chuva de ontem para hoje, e em Arcoverde foram registrados 91 milímetros de água”, explica.

Inep publica cronograma do Enem; provas serão em 1° e 8 de novembro

Pedidos de isenção de taxa podem ser feitos a partir do dia 6 de abril.
Foto: Divulgação
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou hoje (31) os editais das versões impressa e digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. O período de inscrição será de 11 a 22 de maio. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

De acordo com o cronograma, o Enem 2020 impresso será aplicado em 1º e 8 de novembro. Os editais foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira e também estão disponíveis na página do Enem. Os participantes que optarem por realizar a versão digital do exame farão as provas nos dias 11 e 18 de outubro.

A autarquia vinculada ao Ministério da Educação também informou que, a partir do dia 6 de abril, os estudantes poderão fazer a solicitação de isenção da taxa de inscrição do Enem.

Os requerimentos e as justificativas de ausência na edição anterior devem ser feitas pela internet, na Página do Participante, com acesso pelo computador ou celular.

Pode solicitar a isenção da taxa quem está cursando a última série do ensino médio, em 2020, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar; quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, além de ter renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio, e quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda, devendo informar o número de identificação social (NIS), único e válido, além de ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Os participantes que solicitaram isenção em 2019, não realizaram os dois dias de prova e querem solicitar nova isenção para 2020, devem fazer a justificativa de ausência. O resultado dos pedidos deve ser divulgado em 24 de abril. Entre 27 de abril e 1º de maio será aberto prazo para apresentação de recursos e os resultados finais estarão disponíveis em 7 de maio. As regras valem para a versão impressa e digital.

O Inep ressalta que a aprovação da justificativa de ausência no Enem 2019 e da solicitação de isenção da taxa de inscrição não significa que a inscrição foi realizada. Portanto, os participantes deverão acessar o Sistema Enem e se inscrever para esta edição do exame.

Inscrições

Neste ano, será obrigatória a inclusão de foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição permaneceu o mesmo da edição de 2019: R$ 85, que deverá ser pago até 28 de maio.

De acordo com o Inep, a estrutura do exame não foi alterada e será mantida a aplicação de quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira - inglês ou espanhol.

Acessibilidade

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep visa dar atendimento especializado aos participantes que necessitarem. Para facilitar a compreensão no momento da inscrição, os atendimentos específicos (gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar) foram incluídos na denominação "especializado". As solicitações para esses atendimentos também deverão ser feitas entre 11 e 22 de maio. Os resultados serão divulgados em 29 de maio. Para os pedidos que forem negados, está prevista uma fase para apresentação de recursos. O resultado final estará disponível no dia 10 de junho.

Os pedidos de tratamento por nome social serão feitos entre 25 e 29 de maio, com previsão de divulgação dos resultados em 5 de junho. O período para apresentação de recursos será entre 8 e 12 de junho e a disponibilização dos resultados finais em 18 de junho.

Enem Digital

A implantação do Enem Digital terá início neste ano e, de acordo com o Inep, será feita de forma progressiva. Nessa fase inicial, até 100 mil pessoas poderão fazer a prova no novo modelo. A previsão é que a consolidação deste modelo seja feita até o ano de 2026. A estrutura do exame será igual à da versão impressa.

O processo de inscrição é o mesmo da versão impressa. Serão disponibilizadas 100 mil inscrições para os primeiros participantes que optarem pela edição digital, conforme distribuição das vagas previstas no edital. Por se tratar de fase piloto de implantação do novo modelo, neste primeiro ano, o Enem Digital não estará disponível para treineiros e não promoverá atendimento especializado.

Fonte: Inep






Celpe vai oferecer parcelamento da conta de energia em até 12 vezes no cartão de crédito

A opção de quitação da fatura tem a finalidade de ajudar os clientes a não acumular faturas de energia, diante do contexto provocado pela pandemia.
Concessionária reforça a importância do cadastro da conta por e-mail - FOTO: ANDRÉ NERY/ACERVO JC IMAGEM
A opção de quitação da fatura tem a finalidade de ajudar os clientes a não acumular faturas de energia, diante do contexto provocado pela pandemia

Para evitar o acúmulo de contas devido à crise de coronavírus, que pode prejudicar a saúde financeira de muitas pessoas, a Celpe possibilitou o parcelamento da conta de energia elétrica em até 12 vezes no cartão de crédito. A modalidade permite, ainda, a quitação em uma única vez à vista, sem juros. O pagamento pode ser efetuado por meio do site da empresa, assegurando mais comodidade aos consumidores.

Na nova facilidade de quitação são aceitos os cartões das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex. A transação foi possível a partir de uma parceria da Celpe com a Flexpag, empresa especializada em pagamento por meio de cartões de crédito e débito.

Para aderir ao parcelamento, a Celpe orienta o seguinte passo a passo:

• No site da Celpe, clicando aqui, selecione a opção Pagamento com cartão no banner principal;

• O cliente deverá inserir os dados do cartão de crédito, selecionar a quantidade de parcelas desejadas e clicar em 'Pagar com cartão';

• Ao selecionar a quantidade de parcelas, é possível visualizar o valor das parcelas e o total com a inclusão da taxa de juros do cartão.

As nova determinações da Aneel são temporárias e não representam isenção do pagamento da fatura de energia. Os clientes que não honrarem seus compromissos financeiros estão sujeitos a incidência de juros e multa por atraso.

Para facilitar o recebimento e pagamento das contas e contribuir para a saúde de todos, a empresa orienta seus clientes a cadastrarem a conta por e-mail e atualizarem os dados (principalmente e-mail e telefone celular), por meio dos canais online www.celpe.com.br ou do aplicativo no smartphone ou tablet.

Adicionalmente, para trazer facilidade e agilidade, a Celpe também disponibiliza aos clientes diversos canais de pagamento, tais como internet banking e débito automático. Em caso de dúvidas, o cliente pode entrar em contato pelos demais canais de relacionamento da Celpe.

Serviços:
Site


Aplicativo Celpe

• Loja de aplicativos iOS e Android

Redes Sociais (atendimento por mensagem)

• Facebook - @celpeoficial

• Twitter – @oficialcelpe

• Instagram – @celpe_oficial

SMS exclusivo para informar interrupção no fornecimento de energia

• Enviar SMS com o número da conta contrato para: 26560

Whatsapp

• (81) 3217.6990

Fonte: Jc Online




Saiba como proteger as crianças durante pandemia de covid-19

Especialista dá dicas a pais e mães de como tentar diminuir o estresse.
Foto: Divulgação
O ineditismo de ações de isolamento e quarentena em meio à tentativa de contenção do novo coronavírus tem feito uma pressão adicional em muitas famílias que estão tentando equilibrar o trabalho – em casa ou na rua -, as tarefas de casa e o cuidado com as crianças afastadas da escola e das atividades esportivas ou sociais.

Segundo a especialista, em momentos de estresse, é normal que a criança sinta maior necessidade dos pais, aumentando a exigência sobre eles. Para diminuir essa ansiedade, ela sugere conversas honestas com os pequenos, apropriadas para a faixa etária, sobre covid-19. É importante ainda ajudar as crianças a expressarem seus medos e ansiedades de forma positiva.

Para os adultos, ela reforça a necessidade de prestar atenção na saúde mental, o que vai contribuir de forma positiva também para o ambiente familiar. Ela sugere ainda a busca por informações em fontes fidedignas (imprensa, autoridades de saúde dos países e Organização Mundial da Saúde). Além disso, é importante também evitar o “bombardeio desnecessário” de notícias – concentrando a leitura em apenas um momento do dia.

A ICMEC é uma organização não governamental que atua, há mais de 20 anos, para erradicação do abuso e da exploração sexual de crianças, além do combate ao desaparecimento e sequestro de crianças no mundo inteiro.

Fonte: Agência Brasil




Coronavírus – Quem pode receber o auxílio emergencial de R$ 600 e como será distribuído


O Senado aprovou nesta segunda-feira (23) o projeto que distribui auxílio emergencial no valor de R$ 600, durante três meses, a trabalhadores autônomos, informais e com renda intermitente inativos (que têm vínculo de trabalho mas não estão trabalhando por falta de demanda). O objetivo é que esses trabalhadores consigam se sustentar durante a crise provocada pelo coronavírus.

O valor pode chegar a R$ 1.200 por família no caso de mães que sustentem uma família sozinhas.

O projeto de lei 1.066, de 2020, irá conceder o benefício a trabalhadores que se enquadrarem nas seguintes exigências:

• ter mais de 18 anos

• não ter emprego formal (em regime CLT ou como servidor público) ou ter contrato de renda intermitente ativo


• não receber benefícios, como aposentadoria, seguro-desemprego ou programas de transferência de renda do governo, com exceção do bolsa família


• ter renda familiar mensal por membro da família de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135)


• que em 2018 não tenha recebido recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70



Os candidatos devem ainda cumprir uma das seguintes exigências:

• prestar serviços como Microempreendedor Individual (MEI)

• contribuir para a Previdência Social individualmente ou de forma facultativa


• ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) até 20 de março (a partir dessa data, trabalhadores não inscritos poderão fazer uma autodeclaração via plataforma digital)


• ter cumprido o requisito de renda média até o dia 20 de março

Será permitido que até duas pessoas de uma mesma família acumulem benefícios (auxílio emergencial e bolsa família). Caso o auxílio emergencial seja maior do que o do benefício do bolsa família, o trabalhador irá receber o maior


Parlamentares acreditam que o benefício será essencial para quem está impedido de trabalhar, para que os trabalhadores não se arrisquem nas ruas e também para que famílias de baixa renda consigam alimentar seus filhos, que estão em casa em tempo integral em consequência do fechamento das escolas.

O benefício será interrompido no momento em que houver o descumprimento de exigências necessárias para ser elegível a ele.

Como o benefício poderá ser sacado

O benefício será distribuído na forma de vouchers (cupons) pelos bancos públicos federais (Caixa e Banco do Brasil) em três prestações mensais, não importa a data de início do benefício.

O dinheiro será depositado em contas do tipo poupança social digital, que será aberta de forma automática em nome dos beneficiários. A conta poderá ser a mesma usada para pagar o PIS/Pasep e o FGTS. Esse tipo de conta não permite a emissão de cartões e nem cheques.

Serão pagos R$ 10 milhões mensalmente aos trabalhadores, segundo estimativas dos parlamentares.

Prefeitura de Toritama transforma escola em hospital temporário para lidar com casos suspeitos de Covid-19

Foto: Divulgação
A Prefeitura de Toritama abrirá um Hospital de Campanha na próxima quarta-feira (01) para acolher ou dar suporte aos pacientes do município suspeitos ou infectados pelo COVID-19. 

Durante este fim de semana, o prédio da Escola José Jota de Araújo, onde será montado o Hospital recebeu vários equipamentos, como camas e poltronas, o espaço terá um total de 40 leitos. Na abertura do hospital temporário, o município também entregará mais 05 ambulâncias, ampliando o apoio ao transporte dos pacientes.
Foto: Divulgação
Desde o dia 02 de março de 2020 a Prefeitura vem adotando medidas, documentais, como a publicação de decretos, e práticas, com uma campanha educativa sobre as formas de prevenção, contágio e higiene. Os servidores municipais também receberam treinamentos e kits de higiene e máscaras. Nas escolas, os estudantes tiveram aulas específicas sobre a doença, e os pais orientações, antes da suspensão das aulas. 
Foto: Divulgação
Diariamente a Secretaria de Saúde evolui as ações de enfrentamento a doença, monitora e dar assistência aos pacientes suspeitos, inclusive promovendo campanha de vacinação contra a gripe aos idosos e acamados em seus lares. Enquanto isso, a Secretaria de Assistência Social apoia as famílias, haja vista a paralisação das atividades econômicas e de trabalho, distribuindo cestas básicas em domicílio aos cadastrados também iniciamos uma nova frente de cadastramento para o fornecimento temporário de alimentos.


Com crise gerada pelo coronavírus, barbeiros de Santa Cruz do Capibaribe começam a atender em domicílio

A ideia é não parar. Diante da crise gerada pela pandemia do coronavírus, muitos profissionais autônomos estão se virando como podem para continuar faturando já que o comércio tradicional como conhecemos está limitado para funcionamento devido a quarentena.
Foto: Divulgação
Revendedores de produtos e outros profissionais buscam alternativas para conseguirem obter recursos em meio ao cenário catastrófico, e muitos deles inovam na forma de atender seus clientes. É o caso de barbeiros como Erivan Ferreira, que reside em Santa Cruz do Capibaribe.

Erivan iniciou uma divulgação em grupos do WhatsApp e já informou aos seus clientes; 'vai até eles para cortar cabelos e até mesmo fazer barbas'. Além deste serviço, outros muitos que foram afetados devem mudar o comportamento para diminuir os impactos negativos gerados pelo momento de incertezas no mercado.



MEI: prazo final de entrega da declaração anual é prorrogado para 30 de julho

Em virtude dos impactos causados pela pandemia do Covid-19 (o novo coronavírus), os Microempreendedores Individuais (MEI) terão novo prazo final para entrega da Declaração Anual Simplificada (DSAN-SIMEI), bem como a apresentação da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS), referentes ao ano passado (2019), que foram prorrogados para 30 de junho de 2020.
Foto: Divulgação
O prazo anterior para a Defis era até 31 de março, e a da DASN até o dia 31 de maio. O novo prazo, aprovado pelo Comitê Gestor do Simples Nacional foi publicado no Diário Oficial na última quinta-feira (26). Segundo a Receita Federal, o objetivo é diminuir o impacto econômico causado pelo surto do coronavírus no Brasil.

O secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, destaca que os microempreendedores individuais e os pequenos negócios são os que mais precisam de apoio nesse período de crise mundial.
“As micro e pequena empresas são as que mais têm dificuldades nesse momento de crise instalada pela pandemia. Mas não vamos ficar de braços cruzados. Estamos tomando novas medidas para ajudar da melhor forma os trabalhadores de todo o Estado”, afirmou o secretário Alberes.
Ambas as declarações são realizadas pelo regime do Simples Nacional e prestam contas à Receita Federal.

O MEI deve declarar todo o ano o valor do faturamento bruto, o que equivale ao valor total de prestação de serviços e das vendas de mercadorias realizadas mês a mês, tudo através da DASN, através do PORTAL DO EMPREEMPRENDEDOR: http://www.portaldoempreendedor.gov.br/.

Já a Defis também é anual e obrigatória, mas é direcionada às Microempresas, pequenas organizações (ME), além das Empresas de Pequeno Porte (EPP), exceto MEIs, podendo ser declarado no PORTAL SIMPLES NACIONAL: https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/.



Mortos por covid-19 no mundo passam de 36.000

O novo coronavírus provocou pelo menos 36.674 mortes no mundo desde que apareceu em dezembro, segundo um balanço da AFP estabelecido nesta segunda-feira (30) às 19h GMT (16h de Brasília), com base em fontes oficiais.
Foto: Divulgação
Desde o início da pandemia, foram contabilizados mais de 757.940 casos de contágio em 184 países ou territórios.

A cifra de casos diagnosticados positivos reflete, no entanto, apenas uma parte da totalidade de doentes, devido às políticas díspares dos países para registrar oficialmente os contágios. Alguns só o fazem com pessoas que precisam de hospitalização.

Entre estes casos de contágio, há pelo menos 148.700 pessoas que se curaram totalmente.

Desde o balanço realizado pela AFP às 16h de domingo (hora de Brasília), houve 3.430 novas mortes e 60.195 novos contágios em todo o mundo.

Os países que registraram o maior número de óbitos nas últimas 24 horas foram Itália e Espanha, com 812 mortos cada, e os Estados Unidos, com 477.

A quantidade de mortos na Itália, que registrou o primeiro falecimento vinculado ao vírus no final de fevereiro, chega a 11.591. O país registrou, ainda, um total de 101.739 contágios. As autoridades italianas consideram que 14.620 pessoas se curaram.

Depois da Itália, os países mais afetados são Espanha, com 7.340 mortos e 85.195 casos; a China continental, com 3.304 mortos e 81.470 casos; a França, com 3.024 mortos e 44.550 casos, e os Estados Unidos, com 2.828 mortos e 153.246 casos. Os Estados unidos são o país que registra o maior número de contágios.

A China continental (sem contar Hong Kong e Macau), onde a epidemia emergiu no fim de dezembro, tem um total de 81.470 pessoas contagiadas, das quais 3.304 morreram e 75.448 se curaram totalmente.

Desde o balanço anterior, no domingo, Angola anunciou as primeiras mortes vinculadas ao vírus.

Nesta segunda, às 16h00 de Brasília, e desde o começo da epidemia, a Europa somava 26.543 falecidos (413.832 contágios), Ásia, 3.837 (106.891), Estados Unidos e Canadá, 2.898 (160.532), Oriente Médio, 2.856 (51.377), América Latina e Caribe 357 (15.334), África, 163 (5.113) e Oceania 20 (4.865).

O balanço foi realizado utilizando dados das autoridades nacionais, compilados pelos escritórios da AFP e com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com informações da OMS



Com investimento de R$ 130 mil só da prefeitura, baile beneficente só arrecadou R$ 40 mil

50% do valor arrecadado voltará para secretaria que só então fará uso do mesmo visando famílias cadastradas no CadUnico.
Foto: Divulgação
No último domingo (29), a Comissão Organizadora do Baile Municipal de Santa Cruz do Capibaribe divulgou, nas redes sociais, os valores arrecadados em mais uma edição do evento e quais as instituições que serão beneficiadas com o montante obtido com a realização da festa.

Num total de R$ 40 mil, o valor deve ter a metade dividido entre duas instituições sociais da cidade, já a outra metade voltará para Prefeitura Municipal através da Secretaria de Governo e Desenvolvimento Social que só então fará a compra de cestas básicas para famílias cadastradas no CadUnico.

Para realização do baile que inclusive contou com apresentação de Durval Lelys, ex-integrante do Asa de Águia, a prefeitura disponibilizou um investimento de R$ 130 mil. Além deste valor, a organização do evento idealizado pela deputada estadual Alessandra Vieira (PSDB) teve ainda outras despesas com estrutura e ornamentação. 

O valor gasto com a festa é proporcionalmente baixo se comparado com o que foi arrecadado, porém isso não deve interferir em realizações futuras já que o baile normalmente não arrecada o proporcional ao que é investido em sua realização.





Coronavírus – Prefeita de Surubim assina decreto que corta parte do próprio salário

A prefeita de Surubim, no Agreste de Pernambuco, Ana Célia, assinou nesta sexta-feira (27) o decreto municipal nº 18/2020, que reduz em 30% o próprio salário como gestora do Executivo do município, assim como o do vice-prefeito. Também serão reduzidos, em 10%, os vencimentos de todos os secretários. A mudança é válida a partir de abril, durante 90 dias.
Foto: Divulgação
O motivo da redução é a crise do coronavírus: já que em Pernambuco o comércio e vários serviços estão impedidos de funcionar, a prefeitura perderá em arrecadação de impostos.
"O momento é grave, todos nós temos que dar a nossa cota de sacrifício e o primeiro a dar este exemplo tem que ser o poder público. Estes recursos serão direcionados para reforçar na assistência social o programa de Segurança Alimentar da distribuição de cestas básicas para as famílias mais fragilizadas, mais vulneráveis", declarou a prefeita Ana Célia, em vídeo publicados nas redes sociais.