.

Médico de Catende errou: Laudo completo do IML aponta que menina Flaviana não sofreu abuso sexual

Foto: Divulgação da Polícia Civil
Um novo e mais completo laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, divulgado nesta quinta-feira (28), apontou que a garotinha Flaviana da Silva Moeira (3 anos), raptada em Panelas, no Agreste, não sofreu violência sexual.

A informação de que a menina havia sido abusada foi divulgada ainda na última quarta (27) pelo médico Flávio Augusto Andrade, da Policlínica de Catende, onde a menor foi atendida após ser localizada. O exame realizado no local havia apontado rompimento de hímen, porém o IML descartou.

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta na Secretaria de Defesa Social (SDS), no Recife, foi exposto ainda que oito pessoas estão sendo investigadas por suposta participação no crime de sequestro contra a criança. Ouvidas seguem sendo realizadas.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso