.

Liderança de bancada – "Toínho do Pará é um desastre", dispara Tallys Maia

Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)
Em entrevista ao programa Diário News da Rádio Santa Cruz FM nesta terça-feira, 19, o advogado e filho do ex-deputado José Augusto Maia (PODE), Tallys Maia (PODE) falou sobre as articulações que visam a candidatura do pai em 2018 e tocou em outros temas também relacionados a política local.

Tallys sustentou que só a união de um grupo político pode proporcionar resultados consecutivos em eleições, sejam elas em quaisquer dos âmbitos. Neste sentido, o advogado destacou que o grupo oposicionista local tem se articulado com consenso, o que estaria prestes a mudar a realidade das próximas eleições em Santa Cruz do Capibaribe.

Reconhecendo as últimas derrotas, Tallys alega que hoje a realidade é outra e que o grupo de oposição seguirá junto para os próximos embates, e que essa consciência de pensamento mútuo garante o aparecimento das vitórias nas urnas.
"As eleições de 2014 elas deixaram muitos arranhões, que foi quando o grupo de vereadores se reuniu e apoiaram Ernesto e Bivar e do outro lado Toinho do Pará com o apoio do José Augusto Maia. Isso fez com que se dificultasse a escolha do candidato a prefeito em 2016, justamente por conta desses arranhões. Então eu vejo hoje o grupo de situação muito fragilizado e vejo o grupo Taboquinha muito forte para vencer as eleições de 2020. Mas para isso, o retrato vêm das eleições estaduais, ou seja, se o grupo de oposição quiser ganhar em 2020, terá que tentar ganhar também em 2018. E para ganhar em 2018, temos que eleger José Augusto Maia, e não é só votar, tem que ajudar a eleger", cravou.
Questionado sobre as contas, Tallys que milita também na articulação das candidaturas do pai enfatizou que problemas judiciais não devem ser um problema para as eleições de 2018, sustentando ainda que acredita em um registro de candidatura tranquilo por parte de José Augusto Maia.
"O que tinha sido reprovado já chegou a ser aprovado. Hoje o que está pendente é a última votação relacionada a 2008, onde inclusive fiz a defesa oral lá perante os vereadores. Só que aquela conta ela não se encaixa na Lei do Ficha Limpa. Ela não tem devolução de dinheiro, ela não tem dado ao erário público, não tem dolo. Ou seja, não basta ter contas rejeitadas para você ficar inelegível, existem alguns critérios", disse e reforçou "não tenho dúvidas de que nós conseguiremos registrar a candidatura sem precisar de liminar".
"Carlinhos tem sim essa capacidade", sustenta sobre liderança dos oposicionistas.

Tallys também falou sobre a escolha da noa liderança dos oposicionistas na Casa Dr. José Vieira de Araújo. Para ele, conforme foi acordo o momento deve ser atribuído ao vereador Carlinhos da Cohab (PTB).
"É momento de deixar que as novas lideranças também façam essa liderança na câmara de vereadores. Por exemplo, se formos falar de Toinho do Pará, é um desastre, politicamente foi e hoje é um dos líderes da bancada de situação da câmara de vereadores. E eu acho que o Carlinhos tem sim essa capacidade, já está em seu segundo mandato", resumiu com o comparativo e a crítica ao situacionista e antigo aliado, Toinho do Pará.
O advogado também fez avaliações sobre o grupo situacionista e disse acreditar que Diogo Moraes (PSB) terminará isolado politicamente na 'Capital da Moda'. Para ele, apenas o vereador Júnior Gomes deve seguir com o deputado no próximo ano.
"Desde a união em 2016 já estava fechado, o candidato estadual do grupo Taboquinha é José Augusto Maia. Se caso Edson lance uma outra candidatura, e é o que eu acho que está mais provável diante desses conflitos, já está uma briga e uma separação inevitável para as próximas eleições, Diogo ficará acho que com um único vereador que é o Júnior Gomes. Acredito que será praticamente um isolamento político", pontuou.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso