.

Diário News – "Eu não tenho compromisso de votar nada com o governo", diz Ricardo Teobaldo sobre reformas

"Se fosse pelo meu voto a presidente era Dilma, não Temer. Quem botou Temer lá foi o 40, foi o governador Paulo Câmara, foi o PSB", afirmou deputado.
Foto: Jean Pierre (Rádio Santa Cruz FM)
Na manhã desta sexta-feira (22) o programa Diário News recebeu o deputado federal Ricardo Teobaldo (PODE), este que esteve em Santa Cruz do Capibaribe para realização de uma prestação de contas. Durante sua breve passagem pela emissora Santa Cruz FM, o deputado detalhou ações, falou sobre alianças políticas na 'Capital da Moda' e desenhou cenários para as eleições do próximo ano.

Inicialmente Ricardo falou sobre as suas ações através de emendas para com o município santa-cruzense. Segundo o parlamentar, várias emendas foram destinadas ao município, inclusive algumas delas do ex-deputado José Augusto Maia (PODE) que foram destravadas recentemente.
"Desde que assumimos o mandato que temos colocado recursos para cá (Santa Cruz do Capibaribe). Entre o que nós colocamos e o que José Augusto Maia deixou lá em Brasília – onde só no final do mandato ele deixou mais de R$ 1 milhão – nós conseguimos junto com ele empenhas isso", destacou.
Foto: Jean Pierre (Rádio Santa Cruz FM)
Ricardo falou sobre os apoios que conta hoje em Santa Cruz, onde espera contar para 2018 com os acordos que foram tecidos ainda na campanha de 2016, formando assim um consenso entre as lideranças locais, dentre eles o ex-vereador Fernando Aragão.
"As lideranças daqui são os vereadores, é Fernando Aragão, é José Augusto, são esses a quem eu tenho que estar sintonizado sempre, colocando recursos e mendas, fazendo com que as obras possam acontecer. O instrumento que eu tenho é colocar o recurso, alocar o recurso em Brasília, agora, aprovar a emenda e fazer a obra, é com a prefeitura", disse.
Questionado sobre as polêmicas reformas apresentadas pelo governo de Michel Temer (PMDB), Teobaldo fez questão de expor que é contra e foi além ao alegar que desaprova até mesmo o mandato em si do referido governo.
"Sobre a Reforma da Previdência eu já tive a oportunidade de dizer que eu voto contra. Eu não tenho compromisso de votar nada com o governo. O Governo que está aí, de Michel Temer, não fui eu que botei ele, eu votei contra. Se fosse pelo meu voto a presidente era Dilma, não Temer. Quem botou Temer lá foi o 40, foi o governador Paulo Câmara, foi o PSB", pontuou.
Acompanharam a comitiva de entrevista o vereador Carlinhos da Cohab (PTB), o ex-deputado José Augusto e o ex-candidato a prefeito Fernando Aragão (PTB).

Assista a entrevista completa:


Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso