.

Paulinho Coelho e Cleiton Barboza divergem sobre provável candidatura de Luciana Santos ao Senado

Paulinho Coelho: Você disse que Luciana era mais do mesmo, Zé Augusto é mais do mesmo, indagou. "Em 2018 te respondo", respondeu Cleiton.
Cleiton Barbosa e Paulinho Coelho – Fotos: Bruno Muniz e Paulo Henrique (Montagem: Blog do Bruno Muniz)
Na tarde desta terça-feira (24) duas figuras políticas de Santa Cruz do Capibaribe acabaram por divergir quando o tema lançado em um grupo do WhatsApp foi a possibilidade da deputada Lucana Santos (PCdoB) disputar uma vaga no Senado Federal.

Na ocasião, Paulinho Coelho que em Santa Cruz do Capibaribe preside a sigla comunista havia exposto que comungava com a ideia de Luciana disputar o cargo, neste momento o ex-candidato a vice-prefeito Cleiton Barbosa (PODE) fez observações afirmando que a deputada respondia a um inquérito por supostas irregularidades.
"Só pra lembrar, existe ex-candidato, agora ex-corrupto não. Fica a dica!", disse Cleiton.
Minutos após a fala do empresário, o universitário Paulinho apresentou uma reportagem onde Luciana afirmava que processo que pesava contra ela havia sido arquivado. O comunista ainda indagou o ex-candidato sobre em quem o mesmo votaria nas eleições de 2018 e citou o ex-prefeito José Augusto Maia (PODE), aliado de Cleiton e citado em supostos escândalos de corrupção. Cleiton respondeu:
"Mostre o número do processo de arquivamento. Diferentemente de você não defendo erro de ninguém, errou tem que pagar. Quanto a votar ou não, em 2018 lhe respondo."
"Você disse que Luciana era "mais do mesmo" porque tinha um inquérito contra ela. Não tem mais. Mas Zé Augusto foi condenado a 10 anos. Zé Augusto é mais do mesmo?", indagou Paulinho.
"– 2018 te respondo...", retrucou Cleiton.

Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blog

Ao escrever seu comentário, certifique-se que o mesmo não possui palavras ofensivas (palavrões), calúnia e difamação contra ninguém, pois, caso haja, ele poderá ser banido por nossos moderadores, desejando manter a ordem e respeito a usuários e terceiros citados nas publicações.

Para mais informações consulte as nossas Políticas de Uso